Viagem ao Vale do Silício: Visitamos a Garagem onde a HP começou

Por Domingos Hypolito Neto | 18.07.2012 às 01:10 - atualizado em 31.08.2012 às 12:29

Hewlett e Packard

Continuando nossa jornada pelo Vale do Silício, outro ponto de referência para quem curte tecnologia é a famosa garagem da HP, local quase obrigatório para qualquer entusiasta de tecnologia e que não podíamos deixar de conferir.

Situada em um bairro residencial (bastante calmo, por sinal), com muitas árvores e bem próximo do campus da Universidade de Stanford, a garagem fica na casa de número 367, na Addison Avenue, onde efetivamente nasceu o tão conhecido Vale do Silício.

Casa da HP

Casa da HP, restaurada

Leia mais: Turismo Nerd - um passeio pelo Vale do Silício

A casa, embora restaurada, remonta bem a arquitetura antiga que vemos nos filmes da década de 30. Os tijolinhos, ar fresco e muita sombra devem ter servido de inspiração para os fundadores da HP.

Estávamos ali, diante do local onde surgiu a Hewlett-Packard, em 1938, quando Bill Hewlett e Dave Packard, até então dois estudantes de Stanford, começaram a usar o espaço da garagem da casa para criar seu primeiro produto: um oscilador de áudio, instrumento muito usado por engenheiros de som para fazer testes de áudio. O projeto foi iniciado com apenas US$ 538 e, no ano seguinte, junto com o começo das vendas do oscilador, foi fundada a primeira empresa de tecnologia de todo o Vale do Silício: a Hewlett-Packard.

Garagem da HP

Garagem da HP ali no fundo!

Pouco depois, já em 1940, a empresa foi para uma sede maior, mas em 1987 a casa onde a garagem se situa foi oficialmente reconhecida pelo Governo do Estado da Califórnia como "Local de Nascimento do Vale do Silício".

E por falar em reconhecimento pelo Governo, assim que nos deparamos com a antiga casa, uma placa nos chamou a atenção. Nela estava escrito que ali era o berço do Vale do Silício, a primeira região de alta tecnologia do mundo. Contaremos detalhes sobre o texto da placa mais adiante.

À esquerda da placa, logo mais ao fundo, encontramos o portãozinho verde da garagem... trancado. E, infelizmente, estava protegido por outro portão de grade. Ela estava ali, toda conservada e convidativa, a apenas alguns metros de distância da nossa lente - mas a garagem da velha casa não pode ser aberta à visitação pública. Valeu a tentativa.

Em meio a nossas anotações, cadernos de viagem e pesquisas, encontramos uma informação relevante sobre a velha casa: no ano 2000, a empresa readquiriu a propriedade onde tudo começou e a restaurou, concluindo sua reforma cinco anos depois, a fim de aproximá-la ao máximo da época de sua fundação, uma exigência do governo para finalmente reconhecer o local como Marco Histórico Nacional.

Clique e faça uma visita virtual ao número 367 da Addison Avenue

A rua estava tranquila, mas o lugar é certamente um ponto turístico "geek", tanto que enquanto tirávamos fotos, outros interessados apareceram. Dois empregados da SAP, que mantém sede na região, vindos diretamente da França, questionaram o motivo da nossa visita. Trocamos algumas informações e nos despedimos.

De acordo com Gary Elliot, vice-presidente de Brand Management e Design da HP, "a garagem da HP é um símbolo daquilo que pode surgir de começos humildes aliados a trabalho duro e determinação". Quem é que imaginaria o tamanho do império que a pequena empresa de garagem viria comandar no futuro?

Um pouco de história

Placa do nascimento do Vale do Silício

A primeira impressão que tivemos do local foi uma verdadeira mistura de elementos retrô com tecnologia. Na frente da propriedade, a placa de Registro Nacional de Lugares Históricos divide espaço com a primeira, de 1989, cedida pelo Governo da Califórnia com a confirmação de que ali ocorreu o "nascimento do Vale do Silício".

O texto da placa explica que a ideia para tal região originou-se com o Dr. Frederick Terman, um professor da Universidade de Stanford que incentivava e encorajava seus alunos a começarem suas próprias companhias de eletrônicos naquela região, ao invés de irem para tradicionais empresas estabelecidas no outro extremo do país, o leste.

E os dois primeiros estudantes a seguir seu conselho foram justamente Hewlett e Packard. Para se ter ideia, mesmo após a mudança de sede da empresa, ela continuou na região. Em 1942 os fundadores iniciaram a construção de um prédio comercial em Palo Alto que, caso a empresa não desse certo e fosse levada a falência, ele poderia ser convertido facilmente (leia-se "economicamente viável") em um mercado. Até hoje a sede principal da HP se encontra na Califórnia, sem nunca ter saído de Palo Alto.

Curiosidades

Para quem quiser conhecer mais, a própria HP mantém uma página com informações e curiosidades sobre a casa - inclusive um documentário sobre a reforma, em inglês, que você pode assistir abaixo.

Leia mais: Turismo Nerd - um passeio pelo Vale do Silício. Conheça os outros lugares que visitamos!