Olimpíadas de Londres bate recorde de geração de dados: 60 GB por segundo!

Por Redação | 11.08.2012 às 12:47

Os Jogos Olímpicos de Londres, Inglaterra, se aproximam do fim e além dos recordes batidos pelos atletas, o evento deste ano também está prestes a bater um novo recorde na geração de informações. A NetApp, gerenciadora de dados, desenvolveu um infográfico que mostra o possível volume de dados gerados durante a competição.

O levantamento realizado pela empresa computa todos os dados e informações gerados através das redes sociais, dispositivos conectados à internet e a transmissão tradicional. Além disso, o infográfico visa mostrar o potencial de crescimento no volume de dados durante grandes eventos e como as empresas de TI devem se preparar para esse tipo de cobertura.

Infográfico geração de dados Olimpíadas

Estima-se que mais de 60GB de informações por segundo estão sendo geradas durante o final do evento

De acordo com o Silicon Angle, para se ter uma ideia, mais de 200 mil horas de testes foram gerados antes mesmo dos Jogos começarem. A cerimônia de abertura contou com mais de um bilhão de espectadores ao redor do mundo e o mesmo número de pessoas é esperado para visitar o site oficial do evento.

A empresa também estima que ao longo dos Jogos Olímpicos mais de 60GB de dados serão gerados e distribuídos através do sistema de transmissão britânico responsável pelo evento a cada segundo. Mais de 2 mil horas de eventos esportivos serão digitalizados e transmitidos para mais de 14 mil emissoras de televisão ao redor do mundo.

E as redes sociais também fazem parte da geração de dados. Somente no Feed de Notícias do Facebook estima-se que serão gerados 15TB de informação por dia, pelos mais de 955 milhões de usuários do serviço. Os usuários do Twitter também deverão postar aproximadamente 13 mil mensagens por segundo no microblog durante os jogos.

Estima-se que, ao todo, serão mais de 8,5 bilhões de dispositivos móveis conectados à internet durante as Olimpíadas 2012.

A edição de 2012 dos Jogos também é considerada a primeira das redes sociais, onde milhares de pessoas estão conectadas diariamente.