O que esperar da Gamescom 2013

Por Felipe Santana Felix | 20.08.2013 às 14:45 - atualizado em 21.08.2013 às 12:02

A Gamescom é o maior evento de games do mundo. Sim, a feira que começa amanhã (21) é bem maior que a E3 em relação ao espaço de exposição, quantidade de expositores e publico envolvido. Sediado em Cologne, Alemanha, a "festa gamer" acontece em um dos maiores centros de convenção do mundo, o Koelnmesse.

A grande diferença entre a Gamescom e a E3 é o publico a quem se destina a convenção. Enquanto a E3 é dedicada à indústria, desenvolvedores, comerciantes e jornalistas, a Gamescom é totalmente focada no publico final, por isso o clima da feira e as atrações presentes são bem diferentes.

Levando isso em conta, vamos ao que a Gamescom 2013 tem a nos oferecer.

Gamescom

Games, muitos games

Em um ano onde as estrelas da E3 foram os consoles, a Gamescom deve traçar um caminho diferente. O que vende consoles são os games – alguns podem discordar, mas isso é fato para boa parte do público. É claro que, com a enorme quantidade de features presentes nas novas maquinas da Sony e Microsoft, certos compradores podem preferir uma característica aqui e outra ali, mas no final das contas são os games exclusivos que acabam coroando as máquinas.

Podemos esperar mais anúncios de jogos de ambas as empresas e um detalhamento maior das informações de alguns dos títulos já divulgados na E3. Por parte da Sony, The Order:1886, Infamous Secound Son e a grande queridinha da empresa Kill Zone: ShadowFall. Já com a Microsoft temos Dead Rising 3, Ryse: Son of Rome, Killer Instinct e o aguardado Fable Legends.

Das demais participantes da feira, Ubisoft, SquareEnix, Bethesda, Konami e demais desenvolvedoras não podemos esperar muita coisa em relação a novidades já que anunciaram boa parte dos títulos para este ano na E3. A única ressalva que podemos fazer é a Ubisoft, que já declarou à imprensa que irá anunciar uma nova franquia para a nova geração.

Mais sobre consoles

Na E3 deste ano a Microsoft acabou sendo muito criticada não só pelo público presente como também pela principal concorrente, a Sony. Na época a empresa defendia a total conectividade à internet de seu novo console, o uso obrigatório do Kinect e um sistema obrigatório de comércio de jogos usados – que não agradou a ninguém. De junho para cá, a empresa vem derrubando todos os elementos que não agradaram o publico, primeiramente se livrando do grande responsável pela lambança de comunicação entre empresa e publico – Dan Mattrick, o responsável pelas operações mundiais do Xbox. Após a saída do executivo, todas as características indesejáveis foram removidas do console, e agora o Xbox One não precisa mais estar conectado a todo tempo, jogos usados podem ser utilizados de forma livre e o Kinect não será mais obrigatório. Com este último elemento descartado, imagina-se que o Xbox One terá seu valor de venda reduzido, já que o periférico faz parte do pacote que no Brasil custará R$2.199. Logo esperamos algum anuncio da Microsoft em relação a isso.

Já a Sony, que vem afirmando que todos amam seu novo console, precisa anunciar definitivamente a data de lançamento de seu produto e colocar holofotes na integração entre PSVita e PS4. Dessa forma, se espera o anúncio de um Bundle do novo console que inclua o portátil tão menosprezado pelos videogameiros.

Tais anúncios têm a intenção de aparar as arestas para que o lançamento dos novos consoles saia redondo no fim do ano.

Nintendo

Infelizmente não sabemos o que esperar da Nintendo, ou podemos esperar muito pouco em relação a anúncios, pois mesmo com as baixas vendas do seu console de próxima geração, o Wii U, a empresa parece observar passivamente para ver o que vai acontecer no mercado após o lançamento das plataformas concorrentes. Na E3, a Big N optou por anunciar seus "novos" títulos no próprio chão da feira, deixando de lado as tradicionais conferências, e durante todo o ano optou por anunciar suas novidades em seu programa exclusivo, “Nintendo Direct". Dentre todas elas, até o momento, a grande novidade foi o novo Pokémon X & Y que, além de ter novos monstros de bolso e evoluções Mega, promete ser um marco na história da franquia por utilizar, pela primeira vez, gráficos em 3D. Por fim, é claro que na Gamescom, o personagem Mario não deixará de dar as caras.

League of Legends - Campeonato Brasileiro - Dia 02

eSports

Este ano a Gamescom será o palco de duas grandes etapas importantes para o Campeonato Mundial de League of Legends. Durante os primeiros dias da feira – 21, 22 e 23 – ocorrerá o torneio de novas regiões, onde a equipe campeã do Brasil, Pain.Razer, irá disputar contra mais 4 equipes – Lyon Gaming (América Latina), Dark Passage (Turquia), Team Immunity (Austrália) e GamingGear.eu (Lituânia). O prêmio é uma vaga para a fase de grupos do torneio mundial. Do dia 23 ao dia 25, as seis melhores classificadas da LCS Europa – Lemondogs, Fnatic, EG Raidcall, Gambit.BenQ, Ninjas in Pyjamas e Team Alternate - disputam o título de melhor time Europeu e as 3 primeiras serão classificadas para a fase de grupos do torneio mundial.

As partidas podem ser acompanhadas aqui.