Ministro diz que internet móvel pode ficar mais lenta nos estádios da Copa

Por Redação | 28 de Maio de 2014 às 13h05
photo_camera Reprodução

Paulo Bernardo, ministro das Comunicações, admitiu durante uma audiência pública realizada nesta terça-feira (27) no Senado que é provável que os sistemas de internet móvel ficarão mais lentos nos estádios onde acontecerão os jogos da Copa do Mundo. Na ocasião estavam presentes membros das comissões de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CTT) e Serviços de Infraestrutura (CI). As informações são do Metro Jornal.

O ministro comparou o evento com o Réveillon do Rio, afirmando que da mesma forma que as redes 3G ficam mais lentas na grande festa de fim de ano, provavelmente também ficarão durante o evento esportivo mundial. "Quando você coloca 60 mil pessoas em um estádio, mesmo com antenas 3G e 4G, o serviço vai ficar lento, ruim de usar. Quem está lá pode querer tirar uma foto e postar no Facebook, no Instagram, enviar por e-mail e vai perceber a lentidão", disse o ministro na audiência.

Bernardo disse ainda que a solução é a instalação de antenas Wi-Fi nos estádios, que tiraria a sobrecarga das redes móveis e certamente deixaria o serviço mais rápido. Porém, 6 estádios (Fortaleza, Natal, Recife, São Paulo, Belo Horizonte e Curitiba) utilizarão rede Wi-Fi própria para, provavelmente, usá-la comercialmente.

Nos outros 6 locais onde acontecerão os jogos, a Wi-Fi será gratuita para os clientes das operadoras. O grande problema é que, às vésperas do mundial, ainda existe um impasse entre o que as operadoras estão cobrando para prestar o serviço e o que os administradores dos estádios estão dispostos a pagar.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.