MWC 2015: Mozilla exibe novos smartphones com Firefox OS para países emergentes

Por Redação | 05 de Março de 2015 às 07h52

A Mozilla aproveitou suas apresentações na World Mobile Congress 2015, em Barcelona, para falar sobre o futuro da plataforma móvel Firefox OS. Entre as novidades estão a criação de uma nova categoria de smartphones, mais recursos para todo o ecossistema e parcerias para trabalhar nos chamados mercados emergentes, como a África e Oriente Médio.

“Dois anos atrás, o Firefox OS era uma promessa. Na MWC de 2014, demonstramos a abrangência de preço e formatos do portfólio do nosso sistema operacional. E, na edição deste ano, comemoramos as dezenas de lançamentos entre todos os continentes, a adoção do Firefox OS além dos dispositivos móveis, assim como o interesse crescente e as inovações da única plataforma móvel verdadeiramente aberta", comemorou o presidente da Mozilla, Li Gong, durante o anúncio.

Os smartphones equipados com o sistema chegarão ao mercado em 2016 e serão fabricados graças a uma parceria entre a Mozilla e as companhias KDDI, LG U+, Telefónica e Verizon Wireless. O foco é na intuitividade e na simplicidade e a intenção das empresas é lançar uma gama de telefones em diversos formatos como flips, slides e slates, com o equilíbrio entre as funcionalidades básicas e avançadas.

Para penetrar em países onde muita gente ainda não possui acesso à web, a Mozilla levará a plataforma Firefox OS juntamente com a empresa de telecomunicações francesa Orange para 13 mercados da África e do Oriente Médio. O combo para o Orange Klif, o primeiro aparelho com o Firefox OS, começa com preços abaixo dos US$ 40 (€ 35) e inclui pacotes de dados, voz e texto.

O Orange Klif, smartphone com tela de 3,5 polegadas fabricado pela Orange em parceria com a Alcatel, oferece velocidades de conexão de até 21 Mbps, permite uso dois chips e suporta duas câmeras e slot para cartão microSD.

Com isso, as companhias esperam que os consumidores busquem pelas alternativas de smartphones oferecidas pela Mozilla, como o Firefox OS 3G, que será vendido com exclusividade pela Orange em países como Egito, Senegal, Tunísia, Camarões, Botswana, Madagascar, Mali, Costa do Marfim, Jordânia, Níger, Quênia, Ilhas Maurício e Vanuatu, entre outros da região.

A Mozilla também revelou detalhes sobre as próximas versões do Firefox OS, como melhora de performance e suporte para processadores multicore, recursos de privacidade avançados, suporte adicional para WebRTC e para idiomas grafados da direita para esquerda e infraestrutura de pagamento via proximidade de dispositivos NFC (Near Field Communication).

Além disso, o ecossistema Firefox OS está se expandindo para novos parceiros e dispositivos, que vão desde a linha de TVs 4K Ultra HD da Panasonic até os mais simples smartphones. “Há apenas alguns meses, a Cherry Mobile lançou o ACE, primeiro smartphone com o Firefox OS nas Filipinas e que também é o mais acessível do mundo. Estamos animados com o fato do ACE, que está ganhando avaliações positivas no mercado, ajudar muitos consumidores a passarem de telefones comuns para smartphones. Através da parceria com o sistema operacional da Mozilla, vamos continuar a levar dispositivos móveis acessíveis e de qualidade aos clientes”, afirma Maynard Ngu, CEO da Cherry Mobile.

Entre as novidades apresentadas pela Mozilla na MWC está o protótipo do Runcible, aparelho circular da Monohm, com investimento da KDDI Corporation, que promete um dispositivo com as mínimas funções de smartphone para incentivar os momentos distantes da web.

E, para fechar a rodada de novidades, a Mozilla está liberando a versão beta do WebMaker, um app gratuito e de código aberto para criar conteúdo móvel, que elimina a complexidade do desenvolvimento tradicional para a internet. O WebMaker está disponível para Android, Firefox OS e navegadores móveis modernos em outros dispositivos em mais de 20 idiomas.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.