MWC 2014: novo YotaPhone traz duas telas diferentes com e-ink e LCD

Por Redação | 25.02.2014 às 10:15
photo_camera Divulgação

Lembra do YotaPhone? Fabricado pela empresa russa Yota Devices, o smartphone inovou sendo o primeiro do mundo a contar com duas telas distintas: a frontal funciona como a tela de um celular inteligente comum, enquanto que a parte traseira é revestida com tecnologia e-ink, a mesma utilizada nos e-readers da linha Kindle, da Amazon.

Agora que o Mobile World Congress 2014 já começou em Barcelona, Espanha, a companhia aproveitou para anunciar a segunda geração do YotaPhone, com muitas melhorias em relação ao modelo anterior. De acordo com os sites Engadget e The Next Web, a nova versão do dispositivo traz a tela traseira inteiramente sensível ao toque e também um pouco maior, com 4,7 polegadas (960 x 540 pixels de resolução). Já o painel frontal de LCD saltou dos 720p para 1080p e agora possui 5 polegadas (1.920 x 1.080 pixels de resolução).

Bom, mas por que ter um celular com duas telas tão diferentes uma da outra? Segundo Vlad Martynov, CEO da Yota Devices, as principais vantagens do visor e-ink estão na possibilidade de oferecer aos usuários a opção de ler suas notícias favoritas, responder e-mails, acessar mapas e redes sociais, ler e-books e conversar por mensagens de texto. Tudo isso sem ter de desbloquear a tela frontal a todo momento e, consequentemente, drenar ainda mais bateria do aparelho.

YotaPhone 2

Novo YotaPhone traz duas telas com mais resolução e poder de processamento. (Foto: Divulgação)

Quanto ao hardware, o YotaPhone vem equipado com um processador Snapdragon 800 de 2,3 GHz, 32 GB de armazenamento interno, 2 GB de memória RAM, bateria de 2.500 mAh e câmera principal de 8 megapixels com flash de LED. O dispositivo roda a versão mais recente do sistema operacional Android, a 4.4 KitKat.

Não há previsão de quando a nova geração do YotaPhone será lançada, nem por quanto o smartphone será vendido. A previsão da Yota Devices é que, até o final deste ano, o dispositivo chegue em aproximadamente 20 mercados da Europa e Ásia. Países como Estados Unidos e China devem ser os primeiros a receber o aparelho ainda em 2014. A primeira versão do YotaPhone custa US$ 675 (cerca de R$ 1.578 na cotação atual).

Leia também: Nokia anuncia 3 aparelhos de baixo custo com Android na MWC