Leitura de íris é a resposta da Fujitsu para segurança em smartphones

Por Redação | 03.03.2015 às 07:52

Os leitores de impressões digitais já são um atributo padrão nos aparelhos da Apple, enquanto a Samsung está apostando em um novo fornecedor para esse fim com seu Galaxy S6. Para a Fujistsu, porém, a verdadeira segurança nos smartphones não tem nada a ver com isso e é hora de entrar de cabeça no mundo dos leitores biométricos. O anúncio da nova tecnologia foi feito durante a Mobile World Congress 2015.

Na feira de Barcelona, a empresa mostrou sua ideia para revolucionar o mundo dos smartphones e, nas palavras dela, tornar a utilização dos aparelhos tão prática e simples quanto segura. Na novidade, nada de pressionamentos de botões ou erros de leitura – o processo acontece em poucos segundos e basta que o usuário segure o aparelho em frente ao rosto para que o dispositivo detecte a íris do usuário e o aparelho seja desbloqueado.

Essa segurança absoluta permitiu também que a Fujitsu vá bem além das propostas tradicionais. Como a íris humana é tão única quanto as impressões digitais e o sistema depende de menos interação humana, a novidade seria plenamente utilizável não apenas para autenticação de pagamentos e sistemas específicos, mas também para logins em todo tipo de aplicativo e plataforma. Nada mais de digitar senhas complexas em um teclado touchscreen, já que as credenciais para acesso estão, literalmente, em seus olhos.

A detecção acontece por meio de raios infravermelhos e é possível até mesmo no escuro por meio de uma câmera especial que fica na parte frontal do aparelho. O sensor fotográfico tradicional não é utilizado, mas sim um equipamento específico, que pode ser isolado do restante do dispositivo sem que suas informações sejam compartilhadas com sistemas online ou que tenham seus dados exclusivos transmitidos pela rede. As informações são do site Pocket Lint.

A apresentação da Fujitsu parece coisa de filme de ficção científica, e é basicamente isso. A diferença é que a empresa afirma que a tecnologia está em fase final de testes e quase pronta para ser utilizada, o que pode acabar atraindo a atenção de fabricantes já na própria feira. A ideia da companhia é ver os primeiros aparelhos com a novidade chegando ao mercado asiático ainda neste ano.

A Mobile World Congress é uma das principais feiras de tecnologia do mundo. O evento está acontecendo na Espanha e tem cobertura completa pelo Canaltech.