Copa 2014: só metade dos estádios terá internet Wi-Fi de graça

Por Redação | 05.06.2014 às 01:32
photo_camera Divulgação

Começa na próxima quinta-feira (12) a Copa do Mundo no Brasil. E além das construções inacabadas em alguns aeroportos e estádios, o campeonato enfrentará outro sério problema: a falta de rede. De acordo com o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), a uma semana do mundial, todas as doze arenas que vão receber jogos da Copa possuem cobertura de internet 2G, 3G e 4G, mas apenas seis vão disponibilizar sinal Wi-Fi gratuitamente.

Segundo informações do G1, os estádios que terão cobertura de rede sem fio são os das cidades de Brasília, Rio de Janeiro, Salvador, Cuiabá, Manaus e Porto Alegre. A entidade afirma que foram investidos R$ 14 milhões na colocação de 1.014 antenas de Wi-Fi que vão reforçar a possibilidade de acesso à internet nessas arenas. Os outros seis estádios não terão rede Wi-Fi, ou seja, Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Curitiba, Natal e São Paulo, este último o local onde será realizada a abertura do evento.

Eduardo Levy, diretor-executivo do SindiTelebrasil, afirmou nesta terça-feira (3) em Brasília que a instalação dos equipamentos nesses seis estádios não foi concluída porque não houve acordo entre os seus administradores e as operadoras. Os usuários que forem assistir partidas em alguma dessas arenas devem enfrentar dificuldades para acessar a internet, postar fotos ou usar as redes sociais pelo celular.

"Se tivesse a rede WiFi, o torcedor ficaria mais satisfeito. Onde não houver rede WiFi, a capacidade de dados [internet] é menor e a probabilidade de ter congestionamento é maior do que onde existe a rede WiFi", disse Levy. "O que nós não fizemos, não foi porque não quisemos. Foi porque não pudemos, não tivemos acesso".

O custo total nos 12 estádios é de R$ 212 milhões na chamada cobertura indoor (instalação de equipamentos para melhorar a oferta de serviços de voz e internet). As arenas receberam 3.724 pequenas antenas que emitem sinal e recebem informações dos celulares (chamadas de voz, mensagens de texto, envios de foto).

Mesmo que metade dos estádios da Copa tenham recebido os equipamentos necessários para cobertura de rede sem fio, o número de antenas é diferente para cada arena, o que, consequentemente, vai influenciar a capacidade de conexões. No Maracanã (RJ), onde acontecerá a final do campeonato para um público de até 75 mil pessoas, a infraestrutura vai permitir até 48 mil conexões simultâneas à internet, além de 515 mil chamadas de voz no período de uma hora.

Enquanto isso na Arena da Baixada, em Curitiba, serão possíveis apenas 9 mil conexões simultâneas e 292 mil chamadas em uma hora, para até 39 mil torcedores. No palco de abertura da Copa, no Itaquerão, em São Paulo, a capacidade é um pouco maior: 12 mil conexões simultâneas e 458 mil chamadas em uma hora, para um público de até 62 mil pessoas.

Veja abaixo uma estimativa da SindiTelebrasil para a capacidade de conexões de cada estádio:

Mineirão

  • Cidade: Belo Horizonte
  • Capacidade de público: 58 mil
  • Chamadas de voz em 1 hora: 391 mil
  • Conexões simultâneas de dados: 13 mil
  • Internet Wi-Fi gratuita: não

Mané Garrincha

  • Cidade: Brasília
  • Capacidade de público: 69 mil
  • Chamadas de voz em 1 hora: 352 mil
  • Conexões simultâneas de dados: 43 mil
  • Internet Wi-Fi gratuita: sim

Castelão

  • Cidade: Fortaleza
  • Capacidade de público: 60 mil
  • Chamadas de voz em 1 hora: 308 mil
  • Conexões simultâneas de dados: 11 mil
  • Internet Wi-Fi gratuita: não

Arena Pernambuco

  • Cidade: Recife
  • Capacidade de público: 42 mil
  • Chamadas de voz em 1 hora: 291 mil
  • Conexões simultâneas de dados: 10 mil
  • Internet Wi-Fi gratuita: não

Maracanã

  • Cidade: Rio de Janeiro
  • Capacidade de público: 75 mil
  • Chamadas de voz em 1 hora: 515 mil
  • Conexões simultâneas de dados: 48 mil
  • Internet Wi-Fi gratuita: sim

Fonte Nova

  • Cidade: Salvador
  • Capacidade de público: 52 mil
  • Chamadas de voz em 1 hora: 287 mil
  • Conexões simultâneas de dados: 32 mil
  • Internet Wi-Fi gratuita: sim

Arena Pantanal

  • Cidade: Cuiabá
  • Capacidade de público: 40 mil
  • Chamadas de voz em 1 hora: 286 mil
  • Conexões simultâneas de dados: 29 mil
  • Internet Wi-Fi gratuita: sim

Arena da Baixada

  • Cidade: Curitiba
  • Capacidade de público: 39 mil
  • Chamadas de voz em 1 hora: 292 mil
  • Conexões simultâneas de dados: 9 mil
  • Internet Wi-Fi gratuita: não

Arena Amazônia

  • Cidade: Manaus
  • Capacidade de público: 39 mil
  • Chamadas de voz em 1 hora: 331 mil
  • Conexões simultâneas de dados: 31 mil
  • Internet Wi-Fi gratuita: sim

Arena das Dunas

  • Cidade: Natal
  • Capacidade de público: 39 mil
  • Chamadas de voz em 1 hora: 298 mil
  • Conexões simultâneas de dados: 10 mil
  • Internet Wi-Fi gratuita: não

Estádio Beira-Rio

  • Cidade: Porto Alegre
  • Capacidade de público: 43 mil
  • Chamadas de voz em 1 hora: 429 mil
  • Conexões simultâneas de dados: 37 mil
  • Internet Wi-Fi gratuita: sim

Arena Corinthians (Itaquerão)

  • Cidade: São Paulo
  • Capacidade de público: 62 mil
  • Chamadas de voz em 1 hora: 458 mil
  • Conexões simultâneas de dados: 12 mil
  • Internet Wi-Fi gratuita: não

Mais notícias sobre a Copa: