Canaltech testa conexão na nova Arena da Baixada

Por Claudio Yuge | 15 de Maio de 2014 às 15h23

Uma das grandes preocupações da organização da Copa do Mundo no Brasil, que começa no dia 12 de junho, é a comunicação dentro dos estádios. O governo e as próprias operadoras já admitiram que o público poderá sofrer com problemas de rede. E para saber como está essa situação em um dos estádios que mais preocupam, a Arena da Baixada, em Curitiba, o Canaltech realizou testes com torcedores e profissionais durante o amistoso entre Atlético Paranaense e Corinthians, em jogo de preparação da Fifa para o Mundial, na noite desta quarta-feira (14).

A Arena da Baixada recebeu público de pouco mais de 20 mil pagantes, em jogo que terminou em 2 a 1 para os visitantes. De acordo com relatos de torcedores, o acesso ao estádio teve filas mas foi tranquilo. As obras ainda não estão completas, falta a instalação de mais 10 mil cadeiras – o total será de 43 mil lugares – e vários setores, como a praça de alimentação e banheiros, ainda estão precisando de acabamento.

O primeiro teste foi realizado com a jornalista Fernanda Baglioli, que, apesar de passar por alguma instabilidade, conseguiu realizar e receber ligações, enviar mensagem via SMS e fazer check-in, mas não obteve resultados ao enviar fotos para o Instagram, antes do início da partida, por volta das 18h30, com um iPhone 4S e 3G da operadora Tim.

Dois outros amigos ao lado de Fernanda nas arquibancadas, um com um Samsung Galaxy S4 e operadora Vivo e outro com um Samsung Galaxy Nexus e operadora Oi, ambos com 3G, conseguiram realizar as funções normais. Somente o Wi-Fi é que não estava liberado para nenhum torcedor.

A jornalista Bruna Bill conseguiu enviar mensagens via WhatsApp, mas com dificuldade, e notou muita instabilidade com seu aparelho Samsung Galaxy Pocket Duos e rede 3G da Tim.

O empresário João Azolin notou também certa instabilidade mas conseguiu responder mensagens via Facebook e realizar outras funções – até mesmo enviou uma imagem com um teste de velocidade no local. Seu LG Nexus 5 com 4G da Vivo registrou velocidade de download de 0.38 Mbps e de upload de 1,38 Mbps, com tempo de resposta ping de 1.088 ms.

Arena da Baixada

Durante o intervalo, já com o estádio com 20 mil pessoas, o Canaltech voltou a ligar para Fernanda, que recebeu mensagem sobre a chamada mas o aparelho não tocou. Em seguida, ela retornou sem problemas de sinal.

Já o fotógrafo Theo Marques, que consultou outros dez profissionais de imprensa durante a cobertura, notou que todos os aparelhos que utilizaram 4G funcionaram normalmente, enquanto os 3G se mostraram instáveis. Seu aparelho Motorola Razr Maxx com a operadora Claro não conseguiu rede em 3G e só funcionou moderadamente em 2G.

Theo ainda disse que somente os jornalistas puderam ficar em uma área específica do estádio, único ponto de acesso à rede Wi-Fi disponível na Arena da Baixada. E, ainda assim, com constantes quedas de rede e lentidão.

João, do LG Nexus 5 com 4G da Vivo, chegou ao estádio com bateria a 40% da capacidade total e ficou sem energia ao final da partida. Fernanda entrou na Arena com o celular a 88% e terminou o jogo com 23%. Ela até mesmo fez o registro de dois momentos distintos para mostrar o consumo.

Arena da Baixada

No balanço geral, a conexão no interior da Arena da Baixada mostrou-se apenas regular. Os entrevistados conseguiram realizar algumas das funções básicas de seus aparelhos, entretanto, todos sofreram com instabilidade.

A dificuldade maior será para quem vai trabalhar e precisará da transmissão rápida de dados via Wi-Fi e 3G, que apresentaram muita lentidão e até queda de rede. A sala de imprensa não esteve disponível ainda, a previsão é de que esteja pronta para a Copa. Se não houver melhorias na comunicação, é bem provável que a maioria dos profissionais tenha problemas de conexão.

A Arena da Baixada receberá quatro jogos durante a Copa: Irã x Nigéria (16/06, às 16h), Honduras x Equador (20/06, às 19h), Áustria x Espanha (23/06, às 13h) e Argélia x Rússia (26/06, às 17h).

Continue acompanhando nossa cobertura da Copa do Mundo do Brasil, seguiremos com os testes e trazendo mais notícias durante os jogos.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.