Campus Party 2012: O que são jogos transmídia?

Por Ultra Downloads | 07.02.2012 às 19:30

O Canaltech estava presente em uma das primeiras palestras voltadas para a área de games na Campus Party 2012. Chamada "Transmídia em jogos: o desafio do game design", confira abaixo o que rolou.

O que são jogos transmídia?

É provável que você, leitor, já tenha tido contato com diversos produtos transmídia e nem ao menos saiba o que eles significam. Para simplificar bastante a ideia do conceito, um produto que leva o nome "transmídia" é aquele que pode ser levado a diversas mídias e formas, atingindo públicos dos mais variados em qualquer local que for inserido.

Por exemplo, um game eletrônico que vira um jogo de tabuleiro, ou um romance literário que ganha vida através de uma peça de teatro. Tudo que pode ser transportado para outro meio de comunicação - mídia - consegue ser encaixado nesta categoria.

"O mercado de jogos transmídia é muito grande, e engloba desde jogos casuais a advergames (jogos feitos para propagandear uma marca), como aqueles voltados para o público hardcore, que é o caso de Call of Duty: Modern Warfare 3 e Battlefield 3", afirma o palestrante Antonio Marcelo, game designer e fundador da Riachuelo Games.

Mas por que exatamente este mercado de entreteninmento eletrônico se encontra com tantos produtos da transmídia? "Porque hoje diversos profissionais da indústria de games "triplo A" (aqueles que recebem grande atenção do mercado investidor e movimentam enormes valores), trazem uma linguagem cinematográfica para os jogos".

O game designer explica que muitos dos profissionais que trabalhavam com cinema, como por exemplo roteiristas, hoje escrevem as histórias de diversos títulos do mercado. Por isso, a experiência ao se jogar um jogo desses é muito similar com a de assistir um filme -- nos relacionamos com os personagens, nos divertimos e emocionamos com o desenrolar da história.

Exemplos de sucesso

O filme Guerra nas Estrelas é um dos maiores sucessos de bilheteria do final dos anos 70, e também da área transmídia, pois possui uma série de produtos baseados em seus personagens e história que vão de jogos de tabuleiro, livros, histórias em quadrinhos, action figures, desenhos animados, e, claro, jogos eletrônicos.

Mas essa questão não fica apenas restrita às referências cinematográficas. É possível ver que a linguagem e compartamentos surgidos na internet já influenciam a narrativa de alguns jogos. O melhor exemplo disso, segundo o próprio palestrante, é o jogo indie Magicka. Este título de ação com elementos de RPG já incorpora em sua estrutura frases surgidas em vídeos virais da web.

Gears of War, uma das franquias mais importantes de tiro (e exclusivo do Xbox 360) também gerou um grande jogo de tabuleiro de sucesso, assim como o famoso MMORPG World of Warcraft, que vende muitas unidades da sua adaptação para tabuleiro.

Este último jogo gerou uma atenção especial para a empresa, a Blizzard Entertainment, que viu que seu produto se popularizou de uma forma muito grande. "Como você sabe que seu produto pode se tornar transmídia? Quando ele atinge um tipo de público que você não esperava atingir. É o caso da Blizzard com WoW, que ajudou a popularizar sua feira anual, a BlizzCon".

Mercado

"O profissional que quiser trabalhar com games não pode querer fazer um jogo como God of War logo de cara, é muito complicado. É preciso começar fazendo jogos mais simples", avisa Marcelo, que trabalha com o desenvolvimento de jogos desde 1998. "Antes de fazer God of War, você vai ter que fazer o jogo do Pequeno Pônei, por exemplo".

Atualmente, sua empresa, a Riachuelo Games, trabalha com o desenvolvimento de jogos para a plataforma mobile, focado para aparelhos com sistema Android. A empresa está lançando um jogo chamado Samba no Pé para dispositivos móveis.