Brasil marca presença na CeBIT 2012

Por Adriano Camargo | 06 de Março de 2012 às 14h35

País parceiro da CeBIT 2012, o Brasil terá grande visibilidade em uma das mais importantes feiras de negócios digitais do mundo. O evento, que ocorre entre os dias 6 e 10 de março em Hannover na Alemanha, tem presença marcante de empresas nacionais.

Uma delas é a Positivo Informática, que aproveita o evento para apresentar duas novidades: a mesa educacional TOQ, com interface touchscreen, e o aplicativo Criar e Recriar, elaborado para integrar as atividades da Mesa Educacional Alfabeto às possibilidades de aprendizagem colaborativa do Ypy, tablet da empresa.

A presidente Dilma Rousseff, acompanhada pela chanceler alemã Angela Merkel, esteve no estande brasileiro. Ambas se sentaram à mesa educacional Alfabeto e fizeram uma atividade usando os recursos de realidade aumentada, mostrando que a solução de aprendizado pode ser muito útil para crianças, como inclusive já acontece no Brasil.

Dilma Rousseff e Angela Merkel

Presidente do Brasil acompanhada da chanceler alemã

"Hoje, existem inúmeros dispositivos tecnológicos e a informação está na ponta dos dedos. O conteúdo, portanto, é o grande diferencial para quem pretende usar a tecnologia como ferramenta de apoio à educação", diz Hélio Rotenberg, presidente da Positivo. "Nós praticamente nascemos dentro de uma instituição de ensino e sempre fomos orientados à necessidade do professor e do aluno. Por isso, independentemente do instrumento, sempre pensamos nele como um meio e não como um fim", explicou.

Por isso também estarão em exibição na feira mesas educacionais, como as Mesas E-Blocks Inglês e Espanhol, que combinam hardware, software, atividades interativas multimídia e materiais concretos para o ensino em um ambiente estimulante e multissensorial. Será mostrada ainda (e em primeira mão) a mesa educacional TOQ, que permite manipular conteúdos educacionais digitais de forma interativa por meio de uma tela horizontal sensível ao toque que funciona como uma interface de entrada e saída para o computador.

"A presença na CeBIT é muito importante para as empresas brasileiras para aumentar ainda mais a projeção internacional de nossas soluções de tecnologia educacional, especialmente neste ano em que o Brasil está em destaque. Além da possibilidade de novas perspectivas de negócios, estamos motivados em mostrar soluções desenvolvidas por especialistas brasileiros para inovação no setor de educação", finaliza Rotenberg.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.