Presidente do Comitê Olímpico não está convencido de que eSports são esportes

Por Redação | 27 de Abril de 2017 às 12h18
photo_camera Divulgação

Os esportes eletrônicos têm levado milhares de pessoas a estádios e aos poucos estão conquistando o destaque que merecem, assim como qualquer outro esporte. Só que ainda deve demorar até vermos esse tipo de competição ganhar uma modalidade própria em eventos de grande magnitude, como os Jogos Olímpicos.

Pelo menos essa é a conclusão tirada após uma declaração de Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI). Durante um encontro realizado no Uruguai para tratar de assuntos relacionados aos Jogos Olímpicos, Bach se mostrou cauteloso sobre a inclusão dos eSports numa Olimpíada porque acredita que eles não possuem as mesmas características de outros esportes que exigem esforço físico.

Bach afirma que os eSports não possuem uma divisão do governo que os reconheça como esportes, como é o caso do COI. Por isso, fica difícil compará-lo a outras modalidades. "Não estamos 100% certos se os eSports são realmente um esporte, no que diz respeito à atividade física e ao que precisa ser considerado esporte. Não vejo uma organização ou uma estrutura que nos dê confiança ou garantia de que as regras e os valores olímpicos serão respeitados. Posso dar uma visão pessoal, mas alguns desses jogos vão contra os nossos valores", disse.

Mesmo assim, o presidente reconheceu que a modalidade, por mais recente que seja, não pode ser ignorada devido ao número de pessoas envolvidas nesse mercado - principalmente os jovens, que costumam ser os mais interessados em ingressar ou acompanhar a evolução da indústria.

"Estamos observando, vemos as diferenças, vemos a falta de organização, mas vemos também a enorme quantidade de jovens que estão envolvidos. Teríamos de ver com muito cuidado como isso seria consolidado [dentro de uma Olimpíada]", completou.

As explicações de Bach chegam uma semana após o Conselho Olímpico da Ásia (OCA) anunciar que as futuras edições dos Jogos Asiáticos (Asiad), equivalente aos Jogos Panamericanos naquele continente, passarão a ter uma categoria oficial de eSports. O Asiad é o segundo maior evento multiesportivo do mundo, e será o primeiro evento olímpico da história a dedicar parte de sua competição para o ciberesporte.

Inicialmente, serão realizadas partidas demonstrativas no ano que vem em Jakarta, na Indonésia, onde acontecerá a competição. Só em 2022, quando acontecerão os Jogos Olímpicos em Hangzhou, na China, é que os esportes digitais vão se juntar a outras modalidades, com direito a medalhas para todos os atletas.

Fonte: Inside the Games