Facebook, Twitter e Snapchat disputam direitos por vídeos da Copa do Mundo 2018

Por Redação | 07 de Julho de 2017 às 10h37

As redes sociais são uma ótima forma de acompanhar eventos esportivos relevantes, como a Copa do Mundo, que no próximo ano será realizada na Rússia. Desde já, elas estão disputando para obter o direito de disponibilizar os vídeos de destaque do evento. De acordo com a agência de notícias Bloomberg, a competição concentra-se no Facebook, Twitter e Snapchat, que já possuem experiência com transmissão de eventos esportivos e esperam que o evento futebolístico seja um grande diferencial para seus usuários.

As três redes sociais já enviaram ofertas de dezenas de milhões de dólares à 21st Century Fox, dona dos direitos de transmissão da Copa do Mundo no mercado norte-americano. Como a transmissão dos jogos ao vivo será realizada pela manhã nos Estados Unidos, sendo ainda mais cedo na costa oeste, a demanda por vídeos dos melhores momentos das partidas será bastante significativa, um dos motivos que levam Facebook, Twitter e Snapchat a demonstrarem tanto interesse nos vídeos.

Tal interesse dá à Fox um grande potencial de gerar receita com os jogos, sem precisar abrir mão da exclusividade de transmissão das partidas ao vivo. No entanto, de acordo com fontes próximas da emissora, ela manterá seus direitos de utilizar os melhores momentos da Copa do Mundo em toda a sua programação. Ainda assim, a obtenção dos vídeos de destaque para as redes sociais significa a possibilidade de atrair anunciantes de peso, o que fortalece ainda mais os interesses das três empresas.

Recentemente, o Twitter investiu na transmissão de jogos da NFL (principal liga de futebol americano do mundo) e realiza a transmissão de alguns jogos e entrevistas coletivas do torneio de tênis de Wimbledon. O Facebook está investindo na produção de vídeos de entretenimento e realizando parcerias para disponibilizar séries exclusivas em sua rede social. O Snapchat tem trilhado a mesma estratégia, visto que o principal foco da empresa sempre esteve na exibição de vídeos.

Com isso, as redes sociais passam a conquistar mais anunciantes e a aumentar suas receitas com publicidade. A expectativa do Facebook, por exemplo, é de conseguir um aumento de 39% com as receitas de publicidade neste ano, saltando para US$ 38,5 milhões, número superior ao da própria Fox.

Via Bloomberg

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/07/1899150-redes-sociais-entram-em-disputa-milionaria-por-videos-da-copa-2018.shtml