Turista acusa governo chinês de instalar malware em seu smartphone

Por Felipe Demartini | 06 de Junho de 2018 às 12h44
photo_camera Satoshi Kambayashi

Um usuário do Reddit está acusando o governo chinês de infectar os smartphones de turistas com malware durante um processo de verificação que vem sendo exigido pelas autoridades de fronteira. O caso aconteceu na fronteira entre a China e o Quirguistão, que liga as cidades de Osh e Kashgar, respectivamente.

De acordo com ele, identificado apenas como BigTyPB, trata-se de um local cuja população é de maioria Uyghur, minoria de origem turca que reside, principalmente, em uma zona autônoma da região. Todos os aparelhos eletrônicos dessa população eram obrigatoriamente verificados ao atravessar a fronteira e o mesmo valia para estrangeiros escolhidos, aparentemente, de forma aleatória. Foi o caso do usuário do Reddit, que teve todos os seus equipamentos analisados pelos oficiais.

Ele conta que a análise começou pelo seu computador, com uma olhada nos arquivos pessoais e imagens, um processo que ele exigiu acompanhar presencialmente. O mesmo valeu para sua câmera digital, no que parecia ser uma verificação de rotina, o que o levou a ter tranquilidade para entregar, também, seu smartphone para as autoridades que estavam diretamente à sua frente. Foi aí, porém, que a suposta infecção aconteceu, a partir de um aparelho, segundo o relato, do tamanho de uma máquina de cartão de crédito.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

BigTyPB relata um processo rápido, com uso do dispositivo cuja etiqueta indicava se chamar “Phone Hunter ID”. Com a conexão ao equipamento, um ícone estranho surgiu na tela inicial dos smartphones dele e de sua esposa. A aplicação foi executada pelo agente de fronteira, o que fez com que o app desaparecesse de vista. Os dispositivos do turista e sua esposa, respectivamente, um Huawei Mate 9 e um Moto X4, foram devolvidos sem verificações adicionais nos arquivos.

De acordo com o responsável pela denúncia, não existem alterações aparentes nas configurações, softwares ou performance dos dispositivos. Entretanto, ele está certo de que um malware de espionagem foi instalado neles e questiona, até mesmo, se a intenção é zelar pela segurança nacional ou executar operações posteriores, uma vez que os turistas retornassem a seu país de origem. Chamou a atenção, ainda, o fato de o processo ter ocorrido de maneira aberta, diante dos olhos de todos, incluindo os próprios responsáveis pelos celulares.

Em seu texto, o usuário demonstrou indignação com o caso, afirmando que preferiria ter sido deportado do que ter algo instalado em seu smartphone. Ele exibiu preocupação com suas contas em redes sociais, mas contou ainda estar viajando pelo território chinês, pretendendo analisar os smartphones comprometidos com mais calma uma vez que deixar o país, no final deste mês.

Na publicação, ele pede ajuda sobre o que fazer para descobrir o que foi instalado, com a dica principal sendo a entrega a um pesquisador de segurança, além da troca de absolutamente todas as senhas de serviços cadastrados e a compra de um novo aparelho. Além disso, ele dá a dica para outros turistas, indicando como alternativa o uso de celulares exclusivos para viagens, com contas alternativas utilizadas única e exclusivamente para essa finalidade. Assim, afirma ele, serviços principais acabam não sendo comprometidos, caso seja obrigatória a entrega de dispositivos para análise pelas autoridades de fronteira.

O governo chinês não se pronunciou oficialmente sobre o caso, mas as denúncias sobre instalação de malware em celulares de estrangeiros, principalmente os da etnia Uyghur, existem desde meados do ano passado. Na ocasião, foi descoberto que o software realizava um backup de históricos de mensageiros em servidores do país, além de registrar informações técnicas sobre os aparelhos. Tudo, afirmou a nação, parte de uma iniciativa de combate ao terrorismo e proteção da segurança nacional.

Fonte: Reddit

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.