Tor atualiza software para detectar rapidamente qualquer tipo de espionagem

Por Redação | 22 de Março de 2016 às 18h10

O Projeto Tor anunciou na última segunda-feira (21) que reforçou seus softwares a fim de aumentar a velocidade de detecção de espionagem em uma determinada rede. Falando de forma básica, o serviço é capaz de agir com mais rapidez na hora de verificar se uma conexão com a web foi alterada a fim de vigiar os passos de um usuário. A ideia é evitar que a empresa seja obrigada a oferecer informações sobre seus usuários em algum caso semelhante pelo que passa a Apple na disputa contra o FBI.

Em suma, o novo sistema utilizado pelo Tor permite que os usuários sejam alertados quando algum código do próprio software foi modificado a fim de espioná-los. Com isso, eles oferecem uma ferramenta para que as pessoas consigam burlar qualquer tentativa de espionagem forçada por autoridades ou empresas, tal qual como acontece neste momento com a Apple, em disputa contra as autoridades dos Estados Unidos para não fornecer as chaves que permitam a descriptografia de um aparelho bloqueado. Com a nova postura do Tor, mesmo que os desenvolvedores e voluntários do projeto sejam obrigados a fornecer tais chaves, os usuários ainda têm como se proteger.

Além dos esforços empregados para alertar usuários em casos de espionagem, as ferramentas oferecidas pelo Tor também permitem que cada usuário crie a sua própria cópia do Tor Browser, por exemplo, o navegador open source do projeto. Com isso, um utilizador pode utilizar chaves criptográficas públicas, incrementando ainda mais a sua própria segurança e evitando que possíveis complicações legais do Tor comprometam a sua privacidade.

“Como aqueles que trabalham na Apple, vários de nossos desenvolvedores já declararam que preferem recusar do que aceitar qualquer requisição de introduzir uma backdoors ou vulnerabilidades em nosso sistema que poderiam ser utilizadas para colocar usuários em risco”, declara Mike Perry, um dos responsáveis pelo Tor. “Entretanto, como requisições de backdoors e chaves de criptografia se assemelham a muitas outras formas de falhas de segurança, nós continuamos comprometidos a pesquisar e desenvolver soluções de engenharia para atenuar estes riscos, não importando a sua origem.”

Fonte: Tor Project