Pré-candidatos à presidência dos EUA falam sobre Edward Snowden em debate

Por Redação | 14 de Outubro de 2015 às 17h25
photo_camera Foto: Reprodução

Nesta terça-feira (13), aconteceu o primeiro debate entre pré-candidatos democratas à presidência dos Estados Unidos. Um tema específico gerou debate e dividiu opiniões: Edward Snowden e a vigilância orquestrada pela Agência de Segurança Nacional, a NSA.

A principal candidata democrata e ex-secretária de Estado, Hillary Clinton, afirmou ser contra as atitudes do ex-colaborador da NSA, dizendo que ele deve voltar aos Estados Unidos e encarar as consequências dos seus atos. "Ele infringiu as leis dos Estados Unidos. Ele poderia ter sido um delator. Ele poderia ter conseguido toda a proteção devida a um delator", disse a candidata.

Hillary Clinton acredita que Snowden poderia ter levantado todas as questões que levantou, mas de uma forma diferente. "Ele roubou informações muito importantes que, infelizmente, caíram em mãos erradas", disse.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O pré-candidato Martin O'Malley, ex-governador de Maryland, concordou com a opinião de Hillary e acrescentou que Snowden colocou os EUA em risco, além de questionar sua decisão de "correr para a Rússia e tentar conseguir proteção com Putin".

No entanto, o também pré-candidato democrata, senador Bernie Sanders, demonstrou ter uma visão mais simpática de Snowden e se comprometeu a acabar com a forma como os programas de vigilância da NSA são executados atualmente. Para ele, o ex-colaborador da NSA desempenhou um papel muito importante na educação do povo norte-americano ao mostrar que sua liberdade civil e direitos constitucionais estão sendo minados.

"Ele infringiu a lei e eu acho que deve haver uma punição para isso. Mas eu acho que o que ele nos ensinou deve ser levado em consideração antes da sua sentença", completou Sanders.

O ex-governador e senador de Rhode Island, Lincoln Chafee, concordou e disse que gostaria de trazer Snowden para casa. "O governo norte-americano estava agindo ilegalmente, isso é o que os tribunais federais disseram", disse Chafee.

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.