Xbox One: espionagem pelo Kinect?

Por Redação | 17 de Julho de 2013 às 11h26

Após denúncias publicadas pelo jornal The Guardian, com base nos documentos do programa PRISM vazados por Edward Snowden, de que a Microsoft oferecia acesso aos e-mails e mensagens de voz de seus usuários à Agência Nacional de Segurança (NSA) dos Estados Unidos, muitos acusam o Xbox One de ser capaz de permitir a espionagem de seus usuários através do Kinect. As informações são do Polygon.

O que deixou muitas pessoas preocupadas com a sua privacidade no Xbox One é o fato do Kinect, que possui câmeras e microfones embutidos, gravar ininterruptamente tudo o que acontece na sala do usuário. Os executivos da Microsoft, por sua vez, garantem que a função não será utilizada para espionar o que os usuários estão fazendo, já que os vídeos e áudios captados pelo Kinect não são enviados para os servidores da empresa sem a autorização prévia do usuário.

Em contrapartida, alguns dos comandos de voz enviados ao Kinect são processados em servidores remotos da Microsoft e eles são transformados em arquivos de texto simples antes de saírem da sala do usuário e serem direcionados para os servidores. E os dados biométricos também são transformados em sequências numéricas para indicar a posição dos membros dos jogadores.

Muitas pessoas têm receio de que seus dados possam ser facilmente acessados, já que muitas empresas de tecnologia e internet podem alterar suas políticas de privacidade sem consultar seus usuários. Phil Harrison, vice-presidente da Microsoft, afirmou que a companhia não está e não irá utilizar a ferramenta para monitorar ninguém. O executivo ressaltou ainda que governos não têm autoridade para determinar a coleta indiscriminada e sem autorização de áudio ou de vídeo de qualquer usuário, portanto, os usuários do Xbox One estarão seguros.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.