Trechos dos primeiros e-mails de Snowden a Laura Poitras vêm a público

Por Redação | 14 de Outubro de 2014 às 14h30
photo_camera Wired

A poucos dias do lançamento oficial do documentário sobre o maior delator da história da inteligência norte-americana, Laura Poitras resolveu tornar públicos alguns trechos dos primeiros e-mails enviados a ela por Edward Snowden. Os e-mails são como um relato histórico da NSA e uma apresentação das motivações de Snowden e antecedem os grandes vazamentos que o tornaram um dos homens mais procurados do mundo.

O documentário, intitulado "Citizenfour", deve estrear no próximo dia 24 nos Estados Unidos e mostra o encontro de Laura Poitras e do jornalista Glenn Greenwald com Snowden em Hong Kong, em junho do ano passado. O texto abaixo é composto por fragmentos dos e-mails que foram publicados pela Wired e podem não estar em ordem cronológica.

"Laura,

Nesta fase, eu não posso oferecer nada além de minha palavra. Sou um funcionário sênior do governo na área de inteligência. Espero que você entenda que entrar em contato com você é uma atitude de alto risco e que esteja disposta a concordar com as seguintes precauções antes de compartilhar mais. Este não será um desperdício de seu tempo.

O que vem a seguir pode parecer complexo, mas deve levar apenas alguns minutos para alguém com conhecimento técnico compreender. Eu gostaria de confirmar por outro meio que não o e-mail que as chaves que trocamos não foram interceptadas e substituídas por seus supervisores. Por favor, confirme que ninguém possui uma cópia da sua chave privada e que ela usa uma senha forte. Assuma que o seu adversário é capaz de um trilhão de palpites por segundo. Se o dispositivo que armazena a chave privada e sua senha tiver sido hackeado, nossas comunicações serão facilmente descriptografadas.

Entenda que os passos acima não são à prova de erro e destinam-se apenas para nos dar espaço para respirar. No final, se você publicar o material original, eu provavelmente serei imediatamente identificado. Isto não deve impedir você de liberar a informação que irei proporcionar.

Obrigado e tome cuidado.

Citizenfour"

---

"Você pergunta por que eu escolhi você. Eu não escolhi. Você escolheu. A vigilância pela qual você tem passado significa que você foi selecionada, algo que significa mais para você do que aprender sobre como o sistema sigint moderno funciona.

A partir de agora, saibas que todas as fronteiras que você atravessar, a cada compra que você fizer, cada ligação que efetuar, cada torre de celular que você passar, amigo que você mantiver, artigo que você escrever, site que você visitar ou linha de assunto que você digitar estará nas mãos de um sistema cujo alcance é ilimitado, mas cujas garantias não são. A retaliação do sistema da NSA contra você significa que você está bem ciente da ameaça que as habilidades secretas irrestritas representam para as democracias. Esta é uma história que poucos além de você podem contar".

---

"Laura,

Eu vou responder o que eu me lembro de suas perguntas da melhor forma possível. Perdoe a falta de estrutura... Eu não sou um escritor e tenho que elaborar estas respostas com muita pressa.

O que você conhece como Stellar Wind cresceu. As extensas operações especiais que representam o objetivo da Stellar Wind se espalharam por todo o mundo para incluir uma cobertura abrangente dos Estados Unidos. Perturbadoramente, a quantidade de comunicações dos EUA controlada pela NSA ainda está aumentando.

Publicamente, reclamamos que as coisas têm ficado piores, mas, na verdade, os seus acessos estão melhorando. A verdade é que a NSA, em sua história, nunca coletou tanta informação quanto agora. Eu sei a localização da maior parte dos pontos de interceptação domésticos e que as maiores empresas de telecomunicações dos EUA estão traindo a confiança de seus clientes, o que eu posso provar.

Estamos construindo a maior arma para a opressão na história do homem, mas os diretores se isentam de responsabilidade. O diretor da NSA, Keith Alexander, mentiu ao Congresso, o que eu posso provar.

Bilhões de comunicações norte-americanas estão sendo interceptadas. Para reunir provas de irregularidades, concentrei-me no povo americano. Mas acredite em mim quando eu digo que a vigilância sob a qual vivemos é o maior privilégio em relação a como nós tratamos do resto do mundo. Também posso provar isso.

Em operações cibernéticas, a posição pública do governo é que ainda não temos um quadro de políticas. Isso também é uma mentira. Há um quadro de políticas detalhado, uma espécie de Lei Marshall para operações cibernéticas criada pela Casa Branca. É chamado de política presidencial 20 e foi concluído no final do ano passado. O que também posso provar.

Eu agradeço sua preocupação com a minha segurança, mas eu já sei como isso vai acabar para mim e eu aceito o risco. Se eu tiver sorte, e você for cuidadosa, você terá tudo que precisa. Só peço que você garanta que essa informação chegue ao público americano".

---

"O arquivo criptografado deve estar disponível para você no prazo de sete dias. A chave de acesso deverá chegar quando todo o resto estiver feito. O material fornecido e o esforço investigativo necessário é demais para uma pessoa. Eu recomendo que, no mínimo, você inclua Glenn Greenwald. Eu acredito que você o conhece.

Os arquivos de texto incluirão meu nome verdadeiro e completo para registro e será sua a decisão sobre declarar ou não o meu envolvimento. Meu desejo pessoal é que você pinte o alvo diretamente nas minhas costas. Ninguém, nem mesmo meus confidentes mais confiáveis, estão cientes das minhas intenções e não seria justo para eles serem investigados por minhas ações. Você pode ser a única que pode impedir isso e isso só pode ser feito se você imediatamente me pregar na cruz, em vez de tentar me proteger como fonte.

A respeito da reunião em Hong Kong, a primeira tentativa de encontro será às 10 da manhã, em horário local, na segunda-feira. Nós vamos nos encontrar no corredor fora do restaurante do Hotel Mira. Eu estarei montando um cubo de Rubik para que você possa me identificar. Aproxime-se e pergunte se eu sei o horário do restaurante. Eu vou responder, afirmando que eu não tenho certeza e sugerir que você experimente o salão no lugar. Vou me oferecer para lhe mostrar onde o salão fica e, a partir daí, estaremos bem. Você só precisa agir naturalmente".

---

"Vamos desassociar seus metadados uma última vez para garantir que não tenhamos a menor ideia ou registro de seu nome verdadeiro na cadeia de comunicação de arquivos da NSA. Isso obviamente não impede que você reclame o seu envolvimento, mas como cada truque disponível deverá ser utilizada para descobrir isso, eu acredito que é melhor que essa informação seja divulgada sob seus próprios termos. Obrigado novamente por tudo que você fez.

Se tudo acabar bem, talvez a demonstração de nossos métodos de trabalho ajudem o que virá pela frente.

Citizen".

Os e-mails publicados pela Wired com autorização de Laura Poitras fazem parte do que será mostrado no documentário na última dezena deste mês.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.