Snowden tentou, mas não colou: Brasil não lhe oferecerá asilo político

Por Redação | 18 de Dezembro de 2013 às 00h00

O cerco ao ex-técnico de segurança norte-americano Edward Snowden está se fechando e a cada dia que passa o ex-colaborador da Agência Nacional de Segurança, a NSA, fica mais desesperado. Em sua mais nova tentativa de obter asilo político definitivo, Snowden escreveu uma carta aberta ao povo brasileiro e, nas entrelinhas, demonstrou interesse em pedir asilo político no país em troca de mais informações sobre o esquema de espionagem operado pelo governo dos Estados Unidos. Mas, ao que tudo indica, não colou.

A decisão de escrever a carta teria surgido após Snowden receber a informação que o governo dos EUA não lhe concederia anistia, e a presidente Dilma Rousseff foi um dos líderes que mais demonstrou insatisfação com a espionagem dos Estados Unidos. Na carta, o ex-técnico fala da magnitude das informações coletadas pelos EUA e oferece ajuda ao Brasil em troca de asilo político.

No entanto, segundo matéria publicada pela Folha de S.Paulo, a presidente teria se reunido com ministros e decidiu recusar qualquer pedido nesse sentido. De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, o motivo é simples: o Brasil não tem interesse em investigar a NSA e, por esse motivo, não pretende atender o pedido de socorro de Snowden oferecendo-lhe asilo político. Em declaração, um assessor do Itamaraty afirmou que o Brasil respeita a soberania de outros países e descartou qualquer ação ou atitude revanchista contra os Estados Unidos.

O Brasil, segundo o assessor, não pode entrar num jogo de troca a fim de receber informações para investigar ações da agência de espionagem do país de Snowden. Dito isto, não haveria nenhum interesse em realizar quaisquer intervenções na soberania de outros países.

Apesar das palavras do assessor, pode ser que o Governo Federal não emita nenhum comunicado oficial sobre o tema, já que não houve pedido formal de asilo por parte de Snowden.

Edward Snowden já havia enviado pedido de asilo político ao governo brasileiro em julho deste ano. No entanto, o Itamaraty decidiu ignorá-lo alegando que o pedido, que fora enviado por fax, não configurava um pedido de asilo.

Snowden, que atualmente tem asilo político temporário até o meio de 2014 na Rússia, chegou a receber uma proposta de asilo do presidente do país, Vladimir Putin, mas recusou-a. Segundo ele, Putin teria exigido que nenhuma nova informação sobre os EUA fosse vazada em troca da proteção política.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.