Snowden afirma que EUA teriam pedido sua execução

Por Redação | 08 de Março de 2014 às 10h20
photo_camera Divulgação

O ex-analista da CIA Edward Snowden fez graves denúncias ao Parlamento Europeu. Segundo ele, o governo dos Estados Unidos teria encomendado a sua execução. Além disso, ele afirma que teria sido contatado por serviços secretos russos que desejavam um detalhamento sobre missões de espionagem norte-americanas e, por fim, afirma que ainda existem muitos programas de espionagem dos EUA a serem revelados.

As afirmações foram feitas por Snowden em uma resposta por escrito enviada à Comissão de Liberdades Civis do Parlamento Europeu, responsável por investigar o escândalo de espionagem de Washington a diversos países europeus.

Segundo o ex-espião, ele não estaria levando qualquer vantagem financeira ao fazer os vazamentos de informações sobre o governo dos Estados Unidos. Além disso, ele afirma na carta que os serviços secretos russos fizeram uma aproximação estratégica assim que os escândalos foram conhecidos pelo público. Porém, ele garante que não tem qualquer ligação com tais grupos e que teria recusado os pedidos de ajuda do serviço de inteligência russo, embora esteja asilado no país.

Em sua carta, Snowden ainda deixa claro que deve fazer novos vazamentos, porém, pretende esperar um momento mais propício para isso, já que teme por sua vida. “Há muitos outros programas secretos que impactariam nos direitos dos cidadãos europeus, mas deixarei esse assunto de interesse público para quando for seguro revelá-lo a jornalistas responsáveis”.

Por fim, o ex-agente diz que a Agência de Segurança Nacional Americana (NSA) estaria fazendo pressão sobre países da União Europeia para que leis sejam alteradas “a fim de permitir a vigilância em massa”.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.