Kim Dotcom planeja lançar serviço de e-mail e mensagens à prova de espionagem

Por Redação | 12.07.2013 às 11:45

Kim Dotcom está trabalhando em uma novidade especial para os usuários do Mega que desejam se comunicar sem qualquer risco de ser interceptado pela Agência de Segurança Nacional norte-americana (NSA). O hacker planeja lançar um serviço de mensagens criptografadas dentro de quatro a seis semanas.

O escândalo envolvendo o projeto PRISM e o aumento da vigilância online tem aumentado a demanda por mais meios de comunicação privados. E Kim Dotcom também está aproveitando o momento para expandir sua oferta de privacidade. Atualmente, seu site permite aos usuários armazenar seus arquivos totalmente criptografados, mas a empresa em breve vai lançar algumas ferramentas de comunicação privadas.

"Esperamos ter mensagens dentro do Mega em quatro ou seis semanas, e aplicativos em dois ou três meses, e um serviço de e-mail criptografado em larga escala está previsto para ser lançado em seis a nove meses", disse Dotcom ao site TorrentFreak.

Vikram Kumar, CEO do Mega, explica ainda que as preocupações globais com a coleta, armazenamento e análise de todo o tráfego de Internet feito pelo governo norte-americano estão crescendo. De acordo com Kumar, os governos terão de aceitar que as pessoas vão lutar pela sua privacidade, afinal, é seu direito.

Fato é que as autoridades não gostam muito de criptografia, embora tenham um bom histórico de quebrá-la, conforme ressalta o executivo. Em 1997, o FBI manifestou sua preocupação de que a criptografia permitia que "barões da droga, espiões, terroristas e até mesmo gangues violentas" escondessem suas atividades ilegais. "Desta vez, o vocabulário foi atualizado para incluir palavras como segurança nacional, ciberespionagem e pedófilos", acrescenta Kumar.