Edward Snowden quer desenvolver novas tecnologias de garantia de privacidade

Por Redação | 21.07.2014 às 07:15
photo_camera Divulgação

O ex-analista de inteligência da Agência de Segurança Nacional norte-americana (NSA) Edward Snowden tem planos de desenvolver novas tecnologias para proteção da privacidade de dados para produtos do dia-a-dia.

A afirmação foi feita pelo próprio Snowden neste sábado (19), através de uma conversa via Hangout exibida na conferência Hackers on Planet Earth, em Nova York.

Snowden, que continua em asilo temporário na Rússia até o próximo dia 31 de julho, convocou programadores para ajudá-lo no desenvolvimento desses sistemas e afirmou que deverá se engajar pessoalmente com essas tecnologias. Ele não detalhou, no entanto, o que pretende desenvolver.

"Nós, o povo - vocês, o povo, vocês nesta sala agora - têm os meios e a capacidade para ajudar a construir um futuro melhor através da codificação dos nossos direitos nos programas e protocolos dos quais nós dependemos todos os dias", afirmou durante a conferência. "E é isso que muito do meu futuro trabalho vai ser, e espero que vocês se juntem a mim para tornar isso uma realidade".

Snowden também voltou a defender sua decisão de vazar documentos confidenciais da NSA e afirmou que a democracia e que uma cidadania esclarecida só podem ser atingidas se todos souberem o que "está acontecendo".

"Temos o direito, como americanos e como membros da comunidade global, de saber sobre as políticas governamentais que impactam significativamente nossas vidas", disse.

Na última sexta-feira (18), Snowden declarou ao jornal britânico The Guardian que analistas da NSA costumam repassar fotos íntimas de cidadãos interceptadas pela agência entre si. De acordo com Snowden, o conteúdo é de milhões de pessoas comuns, que costumam armazenar essas fotos em dispositivos móveis.