Superlua brilhará no céu do Brasil na noite desta quarta-feira (31)

Por Redação | 31 de Janeiro de 2018 às 10h53
Reprodução

Esta quarta-feira (31) marca o acontecimento de uma série de fenômenos lunares ao redor do mundo. Superlua, eclipse lunar, lua azul e lua de sangue: todos esses eventos celestiais acontecerão no mesmo dia, mas em lugares diferentes — algo que não acontecia há pelo menos 150 anos.

Daqui do Brasil, porém, apenas a superlua poderá ser vista. A pesquisadora Josina Nascimento, do Observatório Nacional, explica que o eclipse total da Lua não poderá ser visto de nenhum lugar do Brasil, pois o fenômeno ocorrerá durante o dia, a partir das 13h48, para ser mais exato. A previsão é que o ápice ocorra às 15h30.

“Em uma definição, fala-se que é superlua sempre que a Lua for nova ou cheia e estiver até 90% próxima do perigeu [menor distância entre a Lua e a Terra]. Se esses 90% forem em distância à Terra, a Lua leva 7 dias para fazer essa mudança e aí já nem está mais na fase cheia ou nova. Se for em horas, a gente pode pensar que o período de fases é de aproximadamente 28 dias e que 10% disso seriam 2,8 dias. Tanto pela primeira hipótese quanto pela segunda, dia 31 seria superlua”, afirma Josina.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Segundo a NASA, o acontecimento intitulado superlua revela uma Lua 14% maior e 30% mais brilhante do que as luas cheias no apogeu (maior distância entre a Lua e a Terra). Nesta noite é esperado que a Lua esteja chamando mais atenção do que de costume, portanto, evidenciando o fenômeno.

A lua azul, a qual já noticiamos por aqui, também acontecerá na data de hoje. O fenômeno é chamado assim não porque a lua fica azul, mas sim porque é quando ocorre a segunda Lua Cheia em um mesmo mês.

Fonte: MCTIC, Sputnik News

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.