SpaceX lança cargas à ISS reaproveitando estágio de foguete usado há dois meses

Por Patrícia Gnipper | 25 de Julho de 2019 às 20h50
SpaceX
Tudo sobre

SpaceX

Saiba tudo sobre SpaceX

Ver mais

O termo "reutilizável" nunca fez tanto sentido quanto nesta quinta-feira (25): a SpaceX lançou há pouco a missão de reabastecimento CRS-18 rumo à Estação Espacial Internacional (ISS), levando cargas diversas por meio de uma nave Dragon e um foguete Falcon 9. Esta mesma nave já voou antes, em 2015 e 2017, exatamente, e o primeiro estágio do foguete usado no lançamento de hoje foi reaproveitado do lançamento da missão CRS-17, realizada há apenas dois meses.

Com isso, a empresa espacial de Elon Musk mostra que está progredindo bastante e rapidamente rumo à sua meta de usar recursos totalmente reutilizáveis em todo e qualquer lançamento, uma vez que o estágio do Falcon 9 reaproveitado neste lançamento de agora foi recuperado e posto para nova utilização em tão pouco tempo. Como de costume, a empresa transmitiu o lançamento ao vivo pela internet, e você pode rever como tudo aconteceu no vídeo abaixo:

A CRS-18 é a 18ª missão de reabastecimento para a NASA com o objetivo de fornecer não apenas suprimentos aos astronautas que vivem na ISS, como também levar novas cargas de experimentos e pesquisas que serão realizadas no espaço. Entre as cargas da vez, está o IDA-3, anel automatizado que será instalado na estação espacial, permitindo a atracação autônoma de futuras naves comerciais que levarem novas cargas ou pessoas para lá.

Outra carga a bordo é o slime da Nickelodeon, com os astronautas gravando vídeos de como a "geleca" se move na microgravidade. Mas, além desta brincadeira, por assim dizer, a missão leva experimentos científicos importantes, também: há coisas como uma pesquisa de tecido orgânico para uso em bioimpressão 3D, experimentos para a fabricação de materiais para pneus, e até mesmo um experimento criado por estudantes brasileiros — após vencer a etapa de 2018 do projeto nacional Garatéa-ISS, o estudo selecionado vai testar o filtro de barro brasileiro no espaço, contando com o carvão ativo como uma alternativa ao atual uso de iodo para a filtragem da água na ISS.

Alguns minutos após o lançamento, o booster do primeiro estágio do Falcon 9 se separou do segundo estágio e da nave Dragon conforme o planejado, logo em seguida retornando à Terra para pousar, com sucesso, na plataforma de Cabo Canaveral. Com mais este feito, a SpaceX agora acumula 44 recuperações bem sucedidas de um primeiro estágio do foguete reutilizável. A Dragon deverá se encaixar na ISS no próximo sábado (27).

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.