Modelo magnético global de Marte é criado por pesquisadores chineses

Modelo magnético global de Marte é criado por pesquisadores chineses

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 24 de Novembro de 2021 às 11h30
NASA/JPL-Caltech

A Academia Chinesa de Ciências (CAS) anunciou a produção do primeiro modelo magnético global de rocha remanescente de Marte já produzido pelo país. Trata-se de um modelo de referência do campo magnético do Planeta Vermelho, que poderá ser usado para a implantação de missões de exploração de Marte no futuro.

O modelo foi elaborado por Gao Jiawei, aluno de doutorado no Laboratório Principal do Instituto de Física da Terra e Planetária, do Instituto de Geologia e Geofísica da CAS, junto de seus supervisores Rong Zhaojin e Wei Yong. Ao combinar observações de campo magnético produzidas pelas sondas Mars Global Surveyor e Maven, ambas da NASA, eles conseguiram estabelecer o primeiro modelo global de magnetização remanescente.

Sem campo magnético, a atmosfera de Marte ficou exposta ao vento solar e à radiação (Imagem: Reprodução/Kevin Gill/Flickr0

Para produzi-lo, eles trabalharam com uma comparação dos pontos fortes e fracos dos modelos já existentes, e é capaz de descrever com maior precisão a distribuição da magnetização remanescente das rochas na baixa altitude do planeta. O resultado oferece uma referência de modelo de campo magnético para os avanços de pesquisas sobre Marte, e poderá também contribuir com futuras missões enviadas para lá.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Atualmente, os cientistas consideram que Marte já teve um campo magnético global parecido com aquele que envolve a Terra, que permitiu condições amigáveis para a vida. Entretanto, há cerca de quatro bilhões de anos, o campo magnético do planeta desapareceu, fazendo com que as interações entre o vento solar e a atmosfera marciana ocorressem diretamente.

Por isso, em função da ação das partículas emitidas pelo Sol, Marte se tornou um planeta com uma atmosfera fina e clima seco e frio. Embora não tenha campo magnético global atualmente, os minerais das rochas em sua superfície mostram evidências de um campo magnético, formado pelo magnetismo remanescente.

Fonte: IT Home

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.