Malásia espera receber acesso à tecnologia espacial da Rússia

Por Daniele Cavalcante | 11 de Setembro de 2019 às 08h40

Em uma reunião entre o primeiro-ministro da Malásia, Mahathir Mohamad, e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, que ocorreu na última quinta-feira (5) na cidade russa de Vladivostok, Mohamad disse que seu país está interessado em receber acesso às tecnologias da Rússia, incluindo as da indústria espacial.

Isso foi discutido na reunião bilateral durante a quinta edição do Fórum Econômico Oriental (EEF), que acontecia na mesma cidade, entre 4 a 6 de setembro. O presidente russo disse que a Malásia era um parceiro prioritário da Rússia na Ásia. "Estamos muito felizes que as relações entre nossos países estejam se desenvolvendo de maneira tão positiva", destacou Putin.

Essa não é a primeira vez que a Malásia se interessa pela tecnologia espacial russa nesses mais de 50 anos de relações diplomáticas cordiais entre os dois países. Em 2007, o governo malaio enviou o astronauta Sheikh Muszaphar à Estação Espacial Internacional (ISS) a bordo da espaçonave russa Soyuz-TMA, sendo que ele foi o primeiro malaio a ir para o espaço. Essa foi uma contrapartida para a aquisição de 18 caças Sukhoi Su-30MKMs, de origem russa, para a Força Aérea Real da Malásia.

Atualmente, a Malásia está explorando oportunidades na nova economia espacial, que proporcionará tecnologia que deve melhorar a qualidade de vida no país, como avanços no 5G. Há alguns projetos em relação à tecnologia espacial que o governo pretende desenvolver em Langkawi, distrito malaio que fica em um arquipélago a cerca de 30 km da costa continental do noroeste do país. Entre essas atividades, estão um centro de controle de missões e um espaçoporto.

Fonte: Opengov Asia

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.