Empresa russa quer levar turistas ao espaço cobrando US$ 100 milhões por viagem

Por Redação | 01 de Fevereiro de 2018 às 17h45

A Energia, empresa russa fabricante de mísseis e naves espaciais, está querendo levar turistas à Estação Espacial Internacional (ISS) cobrando US$ 100 milhões pela viagem. Caso o programa seja mesmo lançado, essa será a primeira vez na história em que turistas poderão pagar para conhecer o espaço.

"Análises de mercado confirmaram que pessoas muito ricas querem pagar por isso", declarou Vladimir Solntsev, chefe da Energia, não descartando a possibilidade de cobrar um pouco a menos para os primeiros interessados, que poderão fazer um passeio pelo espaço com tudo sendo filmado para preservar essa lembrança.

A Energia foi uma das responsáveis pelo envio do primeiro homem ao espaço, Yuri Gagarin, em 1961, e, atualmente, está desenvolvendo um módulo chamado NEM-2, que servirá como meio de transporte para os turistas em direção à ISS. Esse módulo fará uma viagem por ano, acomodando até seis pessoas de uma só vez, contando com cabines confortáveis, banheiros e acesso à internet. Cada viagem terá duração de 10 dias.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Se tudo der certo, o programa de turismo espacial será aberto em 2019, e Solntsev disse, ainda, que a norte-americana Boeing estaria interessada em fazer parte do projeto. Mas a empresa russa não é a única interessada em lucrar com o turismo espacial: empresas privadas como a Virgin Galactic já anunciaram ideias do tipo, cujos projetos estão em desenvolvimento. Contudo, pode ser que os russos sejam os pioneiros em mais esta façanha.

Fonte: Phys.org

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.