Coronavírus chega à SpaceX e lançamento do Falcon 9 é cancelado

Por Daniele Cavalcante | 25 de Março de 2020 às 17h16
SpaceX
Tudo sobre

SpaceX

Saiba tudo sobre SpaceX

Ver mais

Um funcionário e um prestador de serviços de saúde da sede na sede da SpaceX, em Hawthorne, Califórnia, testaram positivo para a doença COVID-19, de acordo com o The Telegraph, que obteve um memorando interno da empresa. Isso fez com que pelo menos 12 trabalhadores que tiveram contato com essas pessoas fossem colocados em quarentena.

Nas instalações, a empresa tomou medidas para tentar proteger seus funcionários, incluindo incentivo à higienização das mãos com um desinfetante fabricado pela própria SpaceX. Além disso, a empresa distribuiu equipamentos de proteção individual, incluindo itens como máscaras e luvas, e pediu que os funcionários em quarentena permaneçam em casa e observem se algum sinal da doença aparecerá dentro de um período de 14 dias.

De acordo com vários funcionários e familiares, aqueles que se sentem desconfortáveis ​​de continuar trabalhando receberam permissão para antecipar seus dias de folga e ficar em casa durante a pandemia. Aqueles que tiverem resultados positivos receberão 10 dias adicionais por conta da doença, mas os testes ainda são difíceis de serem encontrados no estado da Califórnia.

A One Medical, empresa de saúde na qual trabalha o prestador de serviços que testou positivo para o novo coronavírus na sede da SpaceX, pediu que todos aqueles que sentem os sintomas da COVID-19 fiquem em casa e façam o teste imediatamente.

Lançamento do Falcon 9 é adiado

Foguete Falcon 9 em sua base de lançamento (Foto: NASA/SpaceX)

Os problemas com o novo coronavírus (SARS-CoV-2) já começam a afetar os negócios aeroespaciais de Elon Musk, que há poucos dias menosprezava o risco representado pela pandemia. Por exemplo, a SpaceX teve que adiar seu próximo lançamento, que estava previsto para o dia 30 de março. O foguete Falcon 9 levaria ao espaço o satélite de radar SAOCOM 1B, da Argentina, mas a carga útil não estará pronta a tempo.

Este lançamento ocorreria no Cabo Canaveral, Flórida, e para que tudo fosse preparado o pessoal argentino responsável pelo satélite deveria viajar até lá. No entanto, as restrições de viagens internacionais impostas pelas autoridades impedem que isso seja feito no momento.

A decisão foi tomada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e pela Comissão Nacional de Atividades Espaciais, ambas da Argentina. As duas entidades disseram que as restrições de viagem impostas pela pandemia podem afetar a disponibilidade de recursos - próprios e de terceiros - necessários para o lançamento seguro do satélite. Os órgãos afirmam que a decisão foi tomada em conjunto com a SpaceX.

Não há previsão para uma nova data de lançamento do satélite argentino. Já os demais lançamentos da SpaceX ainda mantêm o cronograma planejado, mas os planos podem mudar a qualquer momento. A próxima missão provavelmente será a de lançamento de mais uma carga de satélites Starlink, prevista para abril.

Fonte: The TelegraphCNBC, L.A. BIS

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.