Concurso quer levar ao espaço astronautas assumidamente "fora do armário"

Por Patrícia Gnipper | 24 de Junho de 2019 às 18h33

Sally Ride, a primeira mulher americana a visitar o espaço, voou no ônibus espacial em 1983 e 1984. Contudo, quando suas missões aconteceram, a astronauta ainda não havia "saído do armário" como membro da comunidade LGBTQ+ — sua orientação sexual apenas foi divulgada ao público após sua morte, em 2012, e desde então há uma discussão no meio sobre a representatividade LGBTQ+ na exploração espacial.

Agora, um concurso quer, enfim, selecionar astronautas gays, lésbicas, bissexuais, transexuais e outras identidades e orientações além da cis-heteronormatividade para irem ao espaço levantando a bandeira do arco-íris fora da Terra. O concurso se chama Out Astronaut (algo como "astronauta fora do armário", numa tradução livre) e espera aumentar a representatividade dessa comunidade na ciência espacial.

O concurso é dividido em três fases para que seja selecionado esse astronauta LGBTQ+, e a primeira fase vai até o dia 15 de julho. O vencedor dessa primeira fase vai ser agraciado com uma mensalidade integral e despesas pagas de viagem para participar da Advanced PoSSUM Academy (Polar Suborbital Science in the Upper Mesosphere) em outubro, que acontecerá na Universidade Aeronáutica Embry-Riddle na Flórida.

Já as outras fases da seleção dependerão de captação de recursos para acontecer. Os organizadores esperam que a segunda fase financie quatro candidatos, incluindo o vencedor da primeira fase, com duração de um ano para o treinamento. Então, enfim a fase 3 selecionará o astronauta para ser enviado ao espaço.

Nesta primeira fase, o concurso está aberto a qualquer pessoa que se identifique como LGBTQ+ entre 18 e 39 anos que viva nos Estados Unidos, Canadá, México, Caribe ou na América Central. É preciso que os candidatos atendam determinados requisitos técnicos, que podem ser conferidos no site do Out Astronaut. Neste mesmo site, empresas e instituições que desejarem colaborar financeiramente com o projeto também podem fazer suas propostas.

Fonte: Space.com

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.