Buzz Aldrin processa próprios filhos após perder controle de suas empresas

Por Wagner Wakka | 26 de Junho de 2018 às 07h09

Buzz Aldrin, o segundo homem a pisar a Lua, está processando seus próprios filhos. O ex-astronauta entrou com um processo na Flórida contra Andrew e Janice Aldrin, além de Christina Korp, sua ex-gerente de negócios. O motivo seria que Buzz Aldrin busca retomar o controle de duas instituições que levam seu nome. No processo, ele diz que “quer ter de volta parte de seus investimentos, tomar conta de seus negócios e de seu legado”.

Após voltar do espaço, o ex-astronauta teve problemas com alcoolismo e depressão, o que o afastou dos familiares. Recuperado, ele passou a investir em tecnologia, pesquisa e caridade, fundando a Buzz Aldrin Enterprise e a ShareSpace Foundation, esta uma organização sem fins lucrativos.

Em maio deste ano, os filhos de Buzz pediram ao estado da Flórida para que fossem, junto com Korp, coguardiões das empresas. Segundo eles, Buzz não estaria em condições de gerenciar os negócios, tendo sinais de problemas cognitivos e episódios de paranoia e confusão.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Já Buzz se defende dizendo que foi vítima no caso e que seus filhos estão se aproveitando de sua condição idosa e de seu passado para lhe tirar dinheiro. “Dr. Aldrin considera infeliz e desanimador que a situação tenha chegado até isso”, conta o advogado Robert W. Bauer.

Ele ainda se defende dizendo que, com isso, Andrew e Korp passaram a tomar conta de basicamente todos os aspectos sociais e financeiros da sua vida, entre elas cartões de crédito, contas de bancos e até perfis de redes sociais com o nome do ex-astronauta. Para além disso, o processo ainda aponta que o trio passou a tomar conta de todas as ações que levam o nome e legado dele.

O que ajuda a corroborar com a hipótese de que os filhos estão se aproveitando de Buzz é que, nos últimos anos, o trio transferiu mais de meio milhão de dólares para as contas de ambas as empresas nos últimos dois anos. De acordo com o processo, isso já seria premeditado para que eles tivessem acesso às contas no futuro.

Buzz acusa ter sido várias vezes considerado senil pelos filhos, bem como eles caluniaram a sua imagem espalhando que ele estava demente e com Alzheimer.

Além da acusação de exploração de idoso, Buzz ainda pede de volta o controle de ambas as empresas.

Em comunicado, ambos filhos de Buzz disseram estar “tristes e desapontados com o processo injustificado” contra eles e contra a empresa. Segundo eles, a fundação e os negócios foram o que uniu a família e é a forma de passar o legado de Buzz adiante. Eles finalizam informando que amam o pai e esperam que possam crescer com essa situação “e recuperar a forte relação que construiu a fundação no começo”.

Buzz passou por análises médicas em abril deste ano e o resultado comprovou que ele tem total capacidade de decisão e se mantém com suas percepções cognitivas intactas. Apesar disso, a família pediu que um novo exame fosse feito; segundo eles, o médico de Buzz emitiu o laudo como um favor ao ex-astronauta. Ele foi examinado na escola de medicina da UCLA.

Agora, ele deve passar por exames por três médicos diferentes nas próximas semanas para comprovar sua capacidade cognitiva.

Fonte: DocCloud

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.