Agência Espacial Europeia não tem planos para o turismo espacial no momento

Agência Espacial Europeia não tem planos para o turismo espacial no momento

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 31 de Agosto de 2021 às 11h26
Drajt/Pixabay

Enquanto empresas privadas começam a transformar voos espaciais turísticos em realidade, atualmente a Agência Espacial Europeia (ESA) não parece ter planos para desenvolver um programa para turistas espaciais. Ao menos é o que indicam informações de Josef Aschbacher, diretor da ESA, fornecidas durante entrevista. Para ele, o desenvolvimento desse segmento turístico deve ficar em mãos das empresas privadas, apenas.

Aschbacher participou da 36º edição do evento Space Symposium, realizado em agosto. Durante sua fala, ele afirmou que é interessante ver que o espaço está se tornando um domínio mais amplo, incluindo o turismo espacial. “Considero que isso é bom para o desenvolvimento da economia espacial em geral”, disse, ressaltando também que o foco atual da ESA está voltado para outros aspectos da exploração espacial.

Richard Branson, fundador da Virgin Galactic, durante o primeiro voo espacial totalmente tripulado realizado pela empresa (Imagem: Reprodução/Virgin Galactic)

Segundo o diretor, a agência não tem nenhum programa planejado no momento para desenvolver o turismo espacial enquanto atividade, “porque as atividades da ESA são focadas em explorar o espaço para desenvolver a ciência e a tecnologia”, disse. Por outro lado, ele reforçou também que o debate sobre a sustentabilidade dos voos espaciais não deve ser deixado de lado quando o assunto são voos turísticos no espaço. 

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Ele reforçou que os voos espaciais realizados são atualmente voltados para a realização de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias, algo que não poderia ser realizado com atividades turísticas. “Há um grande debate em alguns desses aspectos sobre os propósitos do turismo espacial e qual será o impacto no ambiente em um sentido mais amplo”, explicou ele, apontando que essa é uma discussão que ocorre no domínio público e que a ESA não tem um posicionamento sobre o assunto. “Acredito que isso esteja, principalmente, nas mãos das empresas privadas para desenvolver o segmento”. 

Em uma entrevista concedida no início do ano, Aschbacher comentou que gostaria de alcançar grande produção econômica a partir das atividades espaciais, e que a Europa deveria alavancar os esforços na exploração espacial guiada pelos exemplos dados pela Rússia, Estados Unidos e China. "Gostaria de ver a Europa se tornando uma nação forte no espaço", acrescentou. "A Agenda de 2025 está focada em como a Europa poderá ampliar as atividades espaciais, inspirada também nas atividades da Rússia, Estados Unidos, China e outras grandes nações espaciais".

Fonte: SpaceDaily, TASS

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.