YouTube volta a funcionar no FireTV, enquanto Prime Video chega ao Chromecast

Por Felipe Demartini | 09 de Julho de 2019 às 13h20
Amazon

Após mais de um ano e meio de disputas, Amazon e Google finalmente resolveram suas diferenças e liberaram seus serviços de vídeo nos aparelhos das rivais. A boa notícia é para os usuários, que voltam a ter acesso ao YouTube nos dispositivos da linha Fire TV, enquanto o serviço Prime Video ganha suporte a transmissão pelo Chromecast e aplicativos em uma lista mais extensa de aparelhos da família Android TV.

De acordo com a Amazon, o aplicativo oficial do YouTube passa a estar disponível para os Fire TV Sticks de segunda geração em diante, bem como a linha básica dos dispositivos e o Cube, além de smart TVs de marcas como Westinghouse, Toshiba e Element que utilizem a tecnologia para acesso a conteúdo e entretenimento. A promessa é de que mais gadgets sejam adicionados à lista, bem como alternativas como a versão Kids do serviço.

O software traz suporte à assistente de voz Alexa e funcionalidades plenas, como acesso a listas de reprodução e favoritos dos usuários, sem a necessidade das gambiarras via navegador que vinham sendo usadas desde que o software foi removido. A única ausência notável é a do Echo Show, o smart display da Amazon que chegou a ter o YouTube como um dos aplicativos propagandeados durante sua divulgação, mas que, até o momento, não conta com um app oficial de acesso ao serviço.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Do outro lado da moeda, uma atualização já disponível para os apps do Amazon Prime Video no iOS e Android já adiciona o suporte ao Chromecast. Com um único toque, os usuários já podem realizar a transmissão de conteúdos dos aparelhos para os dispositivos compatíveis, uma lista gigantesca que vai desde os aparelhinhos com o mesmo nome até smart TVs e set-top boxes com Android TV ou outros sistemas suportados.

Estes últimos, ainda, podem contar com um aplicativo dedicado do serviço de streaming, que antes estava disponível apenas em uma pequena lista de aparelhos. Mais modelos foram incluídos à lista de compatibilidade do Amazon Prime Video, com a empresa recomendando os usuários a acessarem a Play Store por meio de seus gadgets para realizarem o download caso façam parte dessa nova relação.

A briga entre Amazon e Google começou em meados de 2017 e teve diferentes episódios envolvendo, por exemplo, o fim da venda de Chromecasts e dos termostatos da Nest no site da gigante do varejo, além do fim do suporte à tecnologia de transmissão no Prime Video. Citando “falta de reciprocidade” por parte da rival, a gigante das buscas desativou o acesso ao YouTube para usuários dos equipamentos da empresa de Jeff Bezos, criando uma pendenga silenciosa que parece ter chegado ao fim somente agora.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.