Websérie mostra como drones ajudam a estudar botos na Amazônia

Por Redação | 06 de Fevereiro de 2017 às 18h54
photo_camera Amanda Lelis

Na websérie chamada Expedição Ecodrones – Botos da Amazônia, a tecnologia dos drones se une à rica biodiversidade para mostrar a jornada dos especialistas durante a contagem de botos na Amazônia. A iniciativa é uma parceria entre a WWF-Brasil, o Instituto Mamirauá e a Conservation Drones.

Cinco vídeos de curta duração mostram detalhes da expedição realizada em 2016 e que usou drones para otimizar atividades de campo que exigem grande esforço da equipe e alto investimento de recursos. Ao todo, a viagem percorreu 400 km pelo Rio Juruá, próximo ao município de Tefé, no Amazonas, em oito dias, e avistou 791 botos.

O projeto é o primeiro a utilizar este tipo de tecnologia para monitoramento populacional dos mamíferos aquáticos em rios amazônicos. Antes disso, registro comportamentais de botos já havia sido realizado, mas nunca uma espécie de censo.

Para conseguir verificar a densidade populacional dos botos na Amazônia, a equipe utilizou as informações obtidas cm os vídeos dos drones com os dados registrados pelos pesquisadores para estimar a quantidade de animais na região.

“Queremos que as pessoas acompanhem os desafios, as surpresas e as belezas naturais que vivenciamos durante essa expedição. Ficamos muito satisfeitos com o resultado e esperamos que isso possa chamar a atenção para a importância do uso de tecnologias em prol da conservaçãol”, avalia Marcelo Oliveira, especialista de conservação do programa Amazônia do WWF-Brasil.

Os vídeos da Expedição Ecodrones – Botos da Amazônia estão disponíveis nas redes sociais das organizações envolvidas no projeto, bem como no site do projeto.

Fonte: WWF Brasil

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.