Avião da EgyptAir cai em voo entre Paris e Cairo

Por Redação | 19 de Maio de 2016 às 06h42

Um voo da Egyptair saiu de Paris pouco depois das 23h no horário local (cerca de 18h no horário de Brasília) desta quarta-feira (18), mas não chegou ao Cairo, que seria seu destino final. O voo MS804 desapareceu dos radares e ainda não se tem notícias de seu paradeiro.

A notícia foi publicada pela própria companhia em seu Twitter pouco antes da meia-noite aqui do Brasil:

O Airbus A320 estava sob monitoramento até pouco antes de entrar no espaço aéreo egípcio a uma altura de quase 11.300 metros. A bordo estavam 59 passageiros e 10 membros da equipe da companhia aérea, que está atualizando seu Twitter desde ontem à noite com novas informações sobre o paradeiro da aeronave.

Neste outro tweet, feito por um jornalista do The Guardian, podemos ver exatamente a localização em que o avião estava quando seu sinal desapareceu dos radares:

Porém, pelo menos de acordo com o governo francês, realmente houve um acidente. Segundo o presidente da França, François Hollande, a aeronave realmente caiu, mas ainda não se sabe qual a razão para o ocorrido. Para o chefe de Estado, nenhuma hipótese deve ser descartada durante as investigações, incluindo até mesmo a possibilidade de que o voo foi alvo de um atentado terrorista.

Vale lembrar que Paris foi alvo de duas grandes ações do autointitulado Estado Islâmico no último ano. A primeira, em janeiro de 2015, com o ataque ao jornal satírico Charlie Hebdo, e a segunda em outubro, quando mais de cem pessoas morreram em uma investida a uma casa de shows na Cidade Luz.

Ainda sobre o Airbus A320, o ministro da Defesa da Grécia, Panos Kammenos, disse que o avião fez guinadas repentinas antes de mergulhar no ar e desaparecer dos radares. Já o porta-voz da companhia aérea, Ahmed Abdel, disse que os pilotos não registraram qualquer problema na aeronave e nem fizeram qualquer chamado de emergência.

Apesar da teoria de a queda ter sido fruto de um atentado terrorista, nenhum grupo radical assumiu a autoria da ação até o momento.

Fonte: The Guardian

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.