Vevo busca US$ 500 milhões em investimento

Por Redação | 19 de Agosto de 2016 às 16h43

De acordo com o jornal norte-americano Financial Times, a Vevo, plataforma de streaming de vídeos musicais, contratou o banco Goldman Sachs para levantar investimentos entre US$ 300 milhões e US$ 500 milhões para financiar sua expansão internacional, potenciais aquisições e desenvolvimento de novos serviços televisivos e para aparelho móveis.

A empresa tem como sócios majoritários duas grandes gravadoras: a Universal Music Group e a Sony Music, que detém 40% das ações cada um. Abu Dhabi Media e YouTube possuem participações menores.

A rodada de investimento também vai ajudar a Vevo na criação de um serviço de assinatura paga que enfatize conteúdo original. Para isso, contratou no ano passado Eric Huggers como presidente-executivo, que antes chefiava a seção de vídeos online da BBC e liderou a equipe que criou o BBC iPlayer, uma espécie de YouTube da emissora pública britânica.

Neste mês, a Vevo garantiu os direitos sobre o catálogo da Warner Music, aumentando seu conteúdo. Já no mês passado a companhia reformulou seus apps e site e anunciou que teria apresentadores para oferecer programação original e listas de conteúdo. Também passou a oferecer opção de vídeo na vertical, como no Snapchat, bem mais adaptado para um aparelho móvel.

Todo esse esforço é para tentar ser mais independente do YouTube, um dos principais fornecedores da Vevo. O site de vídeos do Google é o que mais oferece música gratuita e também tem uma assinatura paga.

O investimento também vai ajudar a enfrentar os concorrentes. O Spotify é o líder em assinaturas, com 30 milhões de usuários pagantes, seguido do Apple Music, com 15 milhões de assinantes, e mbas estão cada vez mais interessadas em vídeos.

Fonte: Folha de S. Paulo

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.