Vencedor de campeonato de robótica da NASA poderá ser levado a Marte

Por Redação | 19 de Agosto de 2016 às 10h37

A NASA, em parceria com o Space Center Houston e com a consultoria NineSigma, acaba de abrir as inscrições para sua mais nova competição chamada “Space Robotics Challenge”. O evento buscará desenvolver capacidades em robôs humanoides para que alguns dos modelos possam ajudar astronautas durante a missão que levará o homem a Marte.

A competição premiará o vencedor com US$ 1 milhão, que deverá desenvolver um projeto com habilidades além dos limites da robótica atual. As equipes programarão um robô virtual modelado a partir do Robonaut 5 (R5), da NASA, a fim de completar uma série de tarefas em uma simulação que incluirá períodos de latência - representando os atrasos de comunicação entre a Terra e Marte.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Embora os sistemas robóticos físicos tenham boa destreza em seus movimentos usando sistemas hidráulicos, esses robôs não podem ser usados no espaço por não terem capacidade de permanecer intactos e funcionando em temperaturas tão abaixo de zero, e também não funcionariam direito em ambientes hostis de superfícies planetárias diferentes da Terra. Já o R5 utiliza a tecnologia de elásticos no lugar da hidráulica, e essa é uma forma inovadora de resolver esses problemas com relação ao envio de robôs humanoides para fora da Terra.

Para Monsi Roman, do NASA's Centennial Challenges, “robôs precisos e habilidosos, capazes de trabalhar com um atraso de comunicação, poderiam ser usados em voos espaciais e missões no solo de Marte e em qualquer outro lugar para realizar tarefas arriscadas e complicadas, o que será crucial para dar o devido apoio aos nossos astronautas”. Com o desafio, a agência espacial dos Estados Unidos espera ver surgirem novas e inovadoras tecnologias em robótica.

A competição acontecerá em um ambiente virtual, e o R5 de cada equipe será desafiado para resolver as consequências de uma tempestade de areia que danificou um habitat marciano, o que envolverá três objetivos: alinhar as comunicações, reparar um painel solar e consertar um vazamento. A primeira etapa classificatória do campeonato acontecerá entre meados de setembro e outubro, e os finalistas serão anunciados pela agência espacial norte-americana em dezembro. Depois, a próxima etapa englobará provas práticas entre janeiro e junho de 2017, enquanto a etapa final será realizada até o final de junho, quando serão revelados os vencedores.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.