Universidade americana ganha “caixa eletrônico” de pizza

Por Redação | 05 de Agosto de 2016 às 18h53

O sonho de pizza instantânea e barata acaba de se tornar realidade para os estudantes da Xavier University, no estado americano de Ohio. O dormitório Fenwick Hall da instituição de ensino é o primeiro dos Estados Unidos a contar com um “caixa eletrônico” de pizza, que vai vender o alimento 24 horas por dia durante a semana inteira.

Não se trata de uma oferta passageira nem nada do tipo, mas sim, da forma da própria universidade resolver um problema alegado pelos estudantes. A instituição diz estar há meses buscando uma alternativa para lidar com a fome noturna dos alunos e também com o alto movimento de entregadores pelos corredores, o que poderia acabar gerando problemas de segurança. A máquina, então, foi a solução.

Com uma capacidade máxima para 70 pizzas, o equipamento será abastecido pelos próprios funcionários do setor de alimentação da Xavier University, considerado, inclusive, um dos melhores dos Estados Unidos. Os discos de 30 centímetros de diâmetro estão disponíveis em diferentes sabores e custam US$ 9, pouco menos de R$ 30. A previsão é de maior consumo durante a noite, quando os refeitórios estão fechados.

As pizzas ficam armazenadas em um refrigerador no interior da máquina. A inserção do dinheiro, em espécie ou pelo uso de cartões de crédito, permite a escolha do sabor, e o jantar, então, vai para um forno de alta temperatura, onde leva três minutos para ficar pronto, sendo dispensado por uma abertura específica, com caixinha e tudo.

A falta de estoque também não é um problema, pois a máquina está conectada à internet. Uma vez que a disponibilidade dos sabores começa a ficar baixa, funcionários do setor de alimentação receberão uma notificação em seus celulares, e poderão recarregar a máquina para satisfazer a fome dos estudantes.

Os alunos da Xavier University ainda estão em férias de verão, e devem começar a chegar ao campus para o segundo semestre de aulas em setembro. Até lá, a instituição deve testar o funcionamento da máquina, de forma a garantir que tudo esteja funcionando perfeitamente quando os alunos e seus apetites gigantes chegarem ao local.

Fonte: Mashable

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!