Vazamento de hélio pode ter causado explosão de foguete da SpaceX

Por Redação | 23 de Setembro de 2016 às 15h29

Muitas dúvidas ainda pairam sobre a mais recente explosão do foguete Falcon 9, da SpaceX, que aconteceu no início de setembro. Ninguém ficou ferido durante o acidente, mas a empresa tem enfrentado dificuldades para descobrir sua causa.

Nesta sexta-feira (23), a SpaceX publicou um texto revelando os resultados de uma investigação realizada em parceria com a NASA, a Força Aérea e a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA). Eles descobriram uma brecha no sistema de hélio criogênico do foguete e acreditam que esta seja a causa provável da explosão.O sistema é parte fundamental do projeto de qualquer foguete alimentado por combustível líquido, uma vez que o hélio criogênico é usado para pressurizar esse tipo de combustível.

Mas a melhor notícia para a SpaceX é que a descoberta pode significar que o acidente deste mês não teve nenhuma relação com outro acontecido em 2015, quando o foguete estava em pleno voo com a nave Dragon, carregada com suprimentos para a Estação Espacial Internacional. Na ocasião, o problema foi atribuído a uma estrutura de aço que não suportou a pressão e cedeu, derrubando o tanque de hélio e causando a grande explosão.

Apesar do recente acidente, a Space X pretende voltar a lançar foguetes em novembro deste ano. O próximo lançamento poderá acontecer na base aérea de Vanderberg ou no Cabo Canaveral, Florida, mesma região onde houve a última explosão do Falcon 9.

Via Tech Crunch