NASA encontra sonda que foi à Marte destruída

Por Redação | 21 de Outubro de 2016 às 18h25
photo_camera Divulgação

Após dois dias de perder contato com a sonda europeia Schiaparelli, que deveria ter pousado em Marte, a NASA anunciou nesta sexta-feira, 21, que conseguiu localizá-la no Planeta Vermelho. As notícias, no entanto, não são animadoras.

Imagens feitas pela sonda orbital da agência espacial dos Estados Unidos, Mars Reconnaissance Orbiter, indicam que a sonda desaparecida caiu na superfície de Marte de uma altura de 2 a 4 quilômetros e foi destruída pelo impacto, como muitos temiam. As fotos de baixa resolução tiradas mostram um ponto brilhante que a Agência Espacial Europeia (ESA) acredita ser o paraquedas de 12 metros que a Schiaparelli usou para frear.

Elas também mostram um trecho escuro e indistinto de entre 15 e 40 metros de tamanho a cerca de um quilômetro do paraquedas que os cientistas acreditam ter sido criado pelo impacto da sonda após uma queda livre mais demorada do que o pretendido.

Schiaparelli encontrada em Marte

A ESA disse ser possível que o pouso da Schiaparelli tenha sido seguido de uma explosão, já que os tanques de combustível de seus propulsores provavelmente ainda estavam cheios.

A Schiaparelli desceu no planeta na quarta-feira, 19, para testar tecnologias para um jipe que cientistas esperam enviar à sua superfície em 2020. Mas o contato com o veículo foi perdido cerca de 50 segundos antes do pouso planejado em solo marciano, deixando seu destino desconhecido até as imagens da Nasa serem recebidas.

A parte inicial da missão, porém, foi um sucesso até agora, já que a nave-mãe da Schiaparelli foi colocada em órbita ao redor de Marte, de onde tentará farejar metano e outros gases que podem indicar a presença de vida. Ela também irá funcionar como uma estação de retransmissão de dados para o jipe.

Fonte: ArsTechnica