Sob suspeita de mortes, órgão de saúde dos EUA suspende pesquisa de câncer

Por Redação | 08 de Julho de 2016 às 21h46

O FDA, órgão de saúde e vigilância sanitária dos Estados Unidos, suspendeu temporariamente uma pesquisa sobre células cancerosas conduzida pela biofarmacêutica Juno Therapeutics. A empresa estava testando o método conhecido como CAR-T para tratar tumores e suspeita-se que tenha levado três pacientes a óbito com inchaço cerebral.

O CAR-T consiste na remoção e alteração de células do sistema imunológico, de modo que passem a combater elementos cancerosos quando reinseridas no organismo. Juntamente ao procedimento, a biofarmacêutica utilizou duas medicações de quimioterapia que especialistas alertaram que podem causar problemas quando misturadas com as células em questão. Apesar de ter um histórico promissor em tratamentos de leucemia e linfoma, o CAR-T pode causar reações adversas severas, incluindo alterações neurológicas.

A Juno sugeriu à FDA que retiraria uma das medicações para que os testes pudessem continuar. A FDA ainda não se pronunciou, mas espera-se que isso seja feito nos próximos 30 dias.

O incidente derrubou o valor de mercado da biofarmacêutica em 27% e levantou suspeitas na indústria, que esperava que tratamentos com CAR-T fossem liberados para o mercado no final de 2017.

Fonte Engadget

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.