Postaram o código fonte do Apollo 11 na internet (e ele é cheio de piadas)

Por Redação | 11.07.2016 às 19:15
photo_camera Reprodução/Gizmodo

Não é porque os nerds são nerds que eles não gostam de zoar de vez em quando. O código fonte do computador de orientação do Apollo 11, foguete que levou o homem à lua, foi liberado como open source recentemente, mas o que impressiona mesmo é a quantidade de piadas inseridas no meio das linhas.

O responsável pelas transcrições disponíveis na web é o pesquisador de tecnologia Ron Burkey, que transcreveu cada uma das linhas do código à mão a partir do material original. Embora o código dos módulos de comando e da base lunar já estivessem na web desde 2003, a transcrição de Burkey foi postada no GitHub na semana passada por um ex-estagiário da NASA, Chris Garry. Embora algumas piadas sejam compreendidas apenas por programadores, a grande maioria pode ser curtida por usuários comuns.

Nessa primeira screencap, é possível notar a linha "N_BABY_BURN-MASTER-IGNITION_ROUTINE.s", que faz referência ao bordão utilizado pelo DJ Magnificent Montague no momento que ele tocava as canções que mais estavam bombando no momento. Além disso, a frase também foi icônica em outro movimento americano: protestos ocorridos em Los Angeles em 1965 contra a morte de um jovem negro pela polícia.

código fonte Apollo 11

Queime, baby, queime!

O código foi escrito numa versão própria da Nasa de Assembly, um tipo de linguagem de programação básica. Isso por si só explica porque o código é tão longo. Na internet, versões alternativas do código já podem ser encontradas, como o MATTDAMON.s, que ajudaria a salvar a vida do personagem do ator no filme Perdido em Marte.

O código completo pode ser conferido no GitHub.

Via: Quartz