Nova droga antienvelhecimento será testada em humanos a partir de julho

Por Redação | 22 de Junho de 2016 às 09h29

Pesquisadores da Universidade Washington, nos Estados Unidos, e da Keio University, no Japão, estão trabalhando em conjunto a fim de desenvolver uma droga capaz de retardar os efeitos do envelhecimento em humanos. O estudo começará no início de julho e a tal droga será testada em pessoas.

Os estudos clínicos serão realizados para determinar se a droga é eficaz e segura para o consumo humano, conforme informações do Japan News, que também informou que testes anteriores da substância realizados em animais obtiveram resultados satisfatórios. A substância em questão se chama NMN e será fornecida para pelo menos dez humanos adultos e clinicamente saudáveis.

Passando essa primeira fase dos estudos, a etapa seguinte determinará se a droga realmente causará os efeitos antienvelhecimento desejados. Quando testada em ratos, os pesquisadores descobriram que problemas na visão e dificuldades metabólicas relacionadas ao envelhecimento foram revertidos, e esperam obter os mesmos resultados nos humanos.

Mas, diferentemente do que dita o imaginário popular, um medicamento desses não serviria como uma espécie de elixir da juventude - ao menos não da maneira que é “pintada” em histórias de ficção. Essa droga faria com que doenças e problemas de saúde relacionados ao avanço da idade sejam minimizados, reduzindo também os custos com a manutenção da saúde da população.

Fonte: The Japan News

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.