Netflix nega ter planos para produzir programas jornalísticos próprios

Por Ramon de Souza | 17 de Abril de 2018 às 14h20
photo_camera Reprodução
TUDO SOBRE

Netflix

A Netflix acaba de desmentir os rumores que afirmavam que a companhia tinha planos de produzir programas jornalísticos próprios para a sua plataforma de streaming. Quem negou a informação foi Ted Sarandos, gerente executivo de conteúdo do serviço. De acordo com Sarandos, a companhia “não está planejando se expandir para o segmento de notícias além do trabalho que nós já fazemos no formato de documentários, curtos ou longos”.

Os boatos surgiram no meio do mês de março, quando o site MarketWatch, citando como fonte um produtor televisivo que já havia trabalhado com a Netflix, afirmou que a empresa pretendia inaugurar um programa semanal para competir com obras como o 60 Minutes, da CBS, e o 20/20, da ABC.

Na época, um dos argumentos usados para fortalecer os rumores era a recente estreia de O Próximo Convidado Dispensa Apresentações, um talk show inédito e exclusivo da Netflix na qual o jornalista David Letterman entrevista celebridades para discutir política ou outros temas socialmente relevantes. Porém, para Sarandos, esse tipo de produção não pode ser considerado “notícia”.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

David Letterman durante uma de suas entrevistas (Reprodução: SAPO Mag)

“Esse tipo de shows de entrevistas… Tenha em mente que eles são entretenimento. David Letterman é um grande apresentador, mas não é um âncora. Então nós definitivamente faremos mais disso”, comenta o executivo, dando a entender que esse tipo de obra ganhará mais espaço — e mais destaque — no catálogo da plataforma em um futuro não muito distante.

Por fim, Sarandos se recusou a comentar sobre os boatos a respeito de um possível documentário sobre a família Obama “ou sobre quaisquer outras negociações em andamento”. Isso pode ser entendido como uma confirmação de que a produção está, de fato, sendo planejada, embora ainda exista a possibilidade de que a empresa não consiga a autorização para produzir tal obra.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.