Netflix não tem planos para oferecer recurso de download, diz executivo

Por Redação | 08 de Setembro de 2015 às 11h12
photo_camera Divulgação

A possibilidade de realizar download de filmes e séries é um dos recursos mais solicitados pelos usuários de serviços de streaming como a Netflix. Um dos seus principais concorrentes, a Amazon, anunciou recentemente que o seu serviço Amazon Prime passaria a oferecer a possibilidade de downloads de alguns filmes de seus catálogos. Muitos acreditaram que a postura da rival faria com que a Netflix refletisse sobre sua estratégia de não oferecer downloads para seus usuários.

Contudo, segundo Neil Hunt, executivo da Netflix, a empresa acredita que os usuários do serviço de streaming não serão capazes de lidar com a complexidade que este recurso traz. "Eu ainda não acho que é uma proposta muito atraente", disse Hunt, em entrevista ao site Gizmodo na IFA, em Berlim. "Eu sei que é algo que muitas pessoas pedem. Vamos ver se é algo que muita gente irá utilizar. Sem dúvida, ele adiciona uma complexidade considerável. [O download] não será algo instantâneo, você tem que ter armazenamento suficiente em seu dispositivo, é preciso gerenciá-lo, e eu não estou certo se as pessoas estão realmente compelidas a fazerem isso e que vale a pena com este nível de complexidade", afirmou Hunt.

A provável razão para que a Netflix não adicione tal recurso é o fato dos estúdios não permitirem que isso ocorra, pelo menos sem que sejam ressarcidos pela posterior queda nos aluguéis e compras de suas produções. Esse também deve ser o motivo por trás da possibilidade reduzida do Amazon Prime, que oferece aos seus usuários o recurso de download apenas para alguns títulos.

Pode até parecer uma desculpa leviana, levando em conta que a empresa pode negociar com os estúdios para a adição do conteúdo offline. No entanto, esse não deve ser o único parâmetro de análise para a Netflix. A adição da nova funcionalidade solicitada pelos usuários aparentemente provou que mudanças incrementais podem afastar usuários. "Toda vez que você adiciona um controle, você reduz o número total de usuários", explicou Hunt.

O executivo ainda cita o fato da pequena mudança implementada na plataforma que permitia os usuários avaliarem filmes e séries com 'meia estrela', como por exemplo, 4 estrelas e meia. "Nós fizemos uma experiência com nosso sistema de classificação de cinco estrelas. Todos disseram que é preciso fazer avaliações com meia estrela, as pessoas realmente querem dizer que três estrelas e meia é o suficiente. Tivemos 11% a menos de classificações sendo realizadas. Isso é insano! Nós temos uma abundância de outros casos que já vimos isso acontecer".

Apesar da negativa do executivo, ele disse que o conteúdo da plataforma de streaming poderia estar disponível em servidores de aviões e trens para que os usuários pudessem acessá-lo sem a necessidade de uma conexão com a internet. No entanto, isso foi apenas uma ideia de algo que pode funcionar e não é exatamente algo que esteja sendo trabalhado no momento.

Ele também falou sobre a atuação da Amazon no mercado de streaming de vídeos. "Eu acho que a Amazon está jogando um bom jogo, mas eu não tenho certeza que é uma boa experiência para o consumidor. Nós veremos", conclui.

Via Gizmodo

Fonte: http://www.slashgear.com/netflix-says-no-offline-viewing-downloads-anytime-soon-08402552/http://gizmodo.com/the-real-reason-netflix-wont-offer-offline-downloads-1729146143

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.