NASA recupera contato com nave após quase dois anos sem comunicação

Por Redação | 23 de Agosto de 2016 às 10h31
photo_camera NASA

Depois de quase dois anos de tentativas frustradas, a NASA finalmente conseguiu restabelecer o contato com o satélite STEREO-B, que estuda o Sol. No início da noite desta segunda-feira (22), a agência espacial dos EUA recebeu um sinal proveniente da nave usando antenas de comunicação do Deep Space Network (ou “Rede de Espaço Profundo”) - que é uma rede de antenas internacionais que realizam comunicações e monitoramento com as mais diversas naves no espaço.

A STEREO-B é um dos dois satélites orbitando o Sol que fazem parte da missão Solar Terrestrial Relations Observatory (ou somente “STEREO”). Enquanto a STEREO-A orbita a estrela do Sistema Solar em uma órbita entre a Terra e o astro, a STEREO-B foi posicionada em uma órbita depois do nosso planeta - ou seja, a primeira está mais próxima do Sol, entre a Terra e Vênus, enquanto a segunda fica mais afastada, entre a Terra e Marte. Juntas, as duas naves fornecem à NASA visões sem precedentes da estrela da qual dependemos.

A imagem mostra as órbitas da STEREO-A (em vermelho) e da STEREO-B (em azul) em relação à Terra, Vênus e Mercúrio (Reprodução: NASA)

Ambos os satélites foram lançados em 2006 e a missão, cuja duração inicial foi prevista para somente dois anos, acabou durando muito mais do que imaginado. Em outubro de 2014, as naves da missão STEREO estiveram posicionadas exatamente depois do Sol, estando a estrela entre a Terra e os satélites, o que impossibilitou a continuidade da comunicação por conta da interferência solar por quase quatro meses.

Apesar das naves não terem sido projetadas para permanecer funcionando durante esse período de conjunção solar, as máquinas seriam capazes de dar uma espécie de “reset” assim que a comunicação fosse perdida por 72 horas, sendo recuperada em seguida. Assim, o contato teoricamente seria restabelecido após três dias, mas, infelizmente, a comunicação não foi restabelecida e a STEREO-B continuou reiniciando a cada três dias por todo esse tempo.

Em dezembro de 2015, a NASA chegou declarar que qualquer sinal que a STEREO-B pudesse transmitir desde então seria fraco demais para que as antenas do Deep Space Network o detectasse, e especialistas da agência espacial pensaram até que o contato com o satélite somente seria retomado em 2019, quando ele estará em uma posição específica que faz parte do campo de “visão” do telescópio espacial Hubble. Felizmente, os cientistas conseguiram recuperar a comunicação com a nave ainda em 2016, e agora a equipe se dedicará para reposicionar o satélite e estudar suas condições de funcionamento.

Fonte: NASA

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.