NASA lança robô explorador que coletará poeira cósmica de asteroide

Por Redação | 08.09.2016 às 21:57

Nesta quinta-feira (8), finalmente uma das missões mais ambiciosas da NASA foi iniciada. Pensando em aprender um pouco mais sobre a origem da vida na Terra, e a possível existência de vida extraterrestre, o foguete Atlas 5, da United Launch Alliance, foi lançado com o robô explorador OSIRIS-Rex. O destino? O asteroide Bennu.

A missão, que faz parte de um projeto da NASA batizado de Programa Novas Fronteiras, levará alguns anos para ser concluída. Se tudo ocorrer conforme o planejado, o OSIRIS-Rex deverá alcançar o asteroide em 2018, retornando ao nosso planeta com amostras do pó cósmico em 2023.

O material coletado passará por análise da agência norte-americana, mas já é de conhecimento dos cientistas que um dos componentes presentes no corpo celeste é o carbono. De qualquer forma, os responsáveis pelo projeto têm como foco o estudo aprofundado sobre os minerais do Bennu, bem como avaliar se há matéria orgânica. Segundo Dante Lauretta, líder da missão, a partir de câmeras, lasers e espectrômetros os cientistas poderão "entender a distribuição de materiais ao longo de toda a superfície do asteroide".

Apesar de haver aproximadamente 500 mil asteroides no Sistema Solar, os astrônomos escolheram o Bennu para a pesquisa por conta de sua órbita. Além disso, ele é um dos mais antigos asteroides conhecidos pela humanidade. De acordo com Christina Richey, uma das cientistas do programa, "nos asteroides primitivos e ricos em carbono como o Bennu, os materiais são preservados há mais de 4,5 bilhões de anos", o que mostra a importância da pesquisa para a ciência.

Confira o lançamento.

Fonte: Business Insider, G1