Musical inspirado em emojis estreia em teatros dos EUA

Por Redação | 19 de Julho de 2018 às 23h10

Na última terça-feira (17), o New York Musical Festival apresentou a estreia do controverso Emojiland. A peça, criada pelos artistas Keith e Laura Harrison, se passa em um smartphone e todos os personagens da trama são emojis. Depois do lançamento do longa de animação sobre emojis, um musical pode não soar tão estranho, mas quem teve a oportunidade de assistir à peça garante que ela não é nada leve como o filme.

Na história, o smartphone acaba de receber uma atualização de software e, a partir daí, tudo começa a dar errado. O personagem principal é uma caveira, que representa a morte e não poupa comentários duros com uma postura niilista que intimida os outros personagens — e até mesmo o público.  Ele acredita que os demais emojis são insignificantes, assim como os humanos que os utilizam.

Trata-se de um enredo cheio de conflitos e reflexões existenciais interpretados por emojis entre piadas, caos e músicas com letras que remetem às ações representados pelas famosas “carinhas”.

Na peça, quando a atualização é anunciada, os personagens começam a temer o esquecimento e queda de popularidade com o possível surgimento de novos emojis. Além disso, surge também uma briga de ego e guerra de poder entre eles. Nesse momento, os emojis que representam o príncipe e a princesa, com receio do surgimento de “reis”, sugerem a construção de um firewall que impeça a inclusão com a nova versão, tentando convencer os outros da necessidade de proteção contra malwares. Em meio a uma confusão generalizada, surge a notícia de um vírus presente no smartphone, que irá matar todo mundo.

Segundo uma jornalista do The Verge que assistiu à peça, apesar de alguns momentos engraçados, é complicado se identificar com uma crise emocional de um emoji, o que teria tornado o musical bem mediano, em sua opinião.

Emojiland levou quatro anos para sair do papel, entre dezenas de versões criadas pelos artistas Keith e Laura Harrison, e será exibido nos EUA até o dia 22 de julho.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.