Meteorito encontrado em 2000 pode ter vindo de fora do Sistema Solar

Por Redação | 06.09.2016 às 07:57 - atualizado em 06.09.2016 às 15:02
photo_camera Corbis

Quatro bilhões de anos atrás, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno lutaram por uma posição no Sistema Solar, mas alguns cientistas suspeitam de que havia um quinto planeta, semelhante a Netuno, que também fez parte da batalha. Apesar dessa informação não ter sido confirmada até hoje, uma recente descoberta parece dar pistas de que realmente isso pode ter acontecido.

Em janeiro de 2000, um meteorito pegando fogo caiu no congelado Lago Tagish, no Canadá. Por sorte, mesmo com grande parte da pedra tendo vaporizado, cientistas conseguiram recuperar detritos do aerólito para pesquisa, e os resultados do estudo mostram que a pedra possivelmente veio do cinturão de Kuiper, região periférica do Sistema Solar onde há milhares de corpos celestes, incluindo planetas-anões.

Meteorito

Para se ter dimensão da importância da descoberta, esta é a primeira vez que se registra um objeto oriundo dessa região atingindo a Terra. Além disso, de acordo com Clark Chapman, do Southwest Research Institute, este pode ser o meteorito mais antigo de conhecimento humano. “Sua composição é muito parecida com o próprio Sol (menos os compostos gasosos) e mostra ainda menos alteração de minerais do que é típico para estes tipos de meteoritos”.

O fato é que a hipótese de a pedra espacial estar relacionada à luta entre os planetas gigantes ganha sustentação com todas essas novas informações. Pesquisas sugerem que o meteorito do Lago Tagish é um asteroide tipo D, ou seja, com composição semelhante a objetos encontrados próximos aos gigantes de gás. Assim, a expectativa é de que a New Horizons da NASA, lançada em 2006 e ainda em andamento, colete amostras do objeto transnetuniano, o 2014 MU69, possam ser recolhidas para que a origem do misterioso meteorito seja, finalmente, revelada.

Fonte: Business Insider, HypeScience