Live-action ocidental de "Death Note" já está disponível na Netflix

Por Redação | 25 de Agosto de 2017 às 10h22

A Netflix liberou na madrugada desta sexta-feira (25) o live-action ocidental Death Note, que se baseia na obra homônima em mangá escrita por Tsugumi Ohba e ilustrada por Takeshi Obata.

O filme narra a jornada de Light Turner, vivido por Nat Wolff, um estudante que encontra um caderno capaz de causar a morte das pessoas que tem o nome escrito nele. Após descobrir os poderes do Death Note, Turner decide iniciar uma ambiciosa missão para eliminar todos aqueles que ele julga como criminosos, passando a utilizar o apelido de Kira.

Para interromper a série de mortes misteriosas, e aparentemente sobrenaturais, o excêntrico e respeitado detetive L é contratado para resolver o caso.

Embora as avaliações do anime sejam muito boas no serviço de transmissão de filmes e séries, a produção recém-lançada não agradou muito aos fãs por diversas questões de adaptação na "ocidentalização" do longa e de decisões de roteiro.

Contratempos de produção

Em abril deste ano, Masi Oka, produtor do novo filme de Death Note, disse em entrevista ao Entertainment Weekly que não foi possível encontrar um ator asiático que falasse inglês fluentemente. A declaração, claro, pegou mal e muitos fãs questionaram se não havia nenhum ator asiático capaz de interpretar o papel. Em nova entrevista ao BuzzFeed, nesta semana, Oka se explicou e disse que se referiu "a atores que realmente nasceram na Ásia, que não têm o inglês como primeira língua".

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.