GoT estreia na Netflix – mas não do jeito que você gostaria

Por Redação | 01 de Abril de 2016 às 14h31

Uma notícia que muitos esperavam – mesmo sabendo que seria impossível – foi “confirmada” nesta sexta (1) pela Netflix. “GoT” finalmente chegou às telas do serviço de streaming, com todos os episódios dessa renomada série estando disponíveis de uma vez só. Agora, os fãs de todo o mundo já podem acompanhar as aventuras de Glauber, o Tijolo, quando e onde quiserem.

Há algo estranho aí, correto? Se a data da divulgação em si já não havia sido sinal o suficiente para você, estamos falando da trollagem de primeiro de abril do Netflix, que brinca com um dos pedidos mais feitos pelos fãs por meio de suas redes sociais. “GoT”, ou Glauber, tem três episódios curtos disponíveis em um link especial, aberto mesmo para quem não é assinante.

A HBO curtiu a brincadeira, e por meio de sua conta brasileira, parabenizou a Netflix. Entretanto, no comentário, fez questão de afirmar que “Game of Thrones” continua sendo uma série exclusiva, com sua nova temporada estreando no dia 24 de abril. A première acontece de forma simultânea, tanto nos EUA quanto no Brasil, com o primeiro capítulo estando disponível também em seu próprio serviço de streaming, o HBO Go.

É justamente por isso que uma estreia não só de “Game of Thrones”, mas também de outros shows da HBO, é praticamente impossível no Netflix. O canal, assim como o serviço de streaming, também tem uma atuação largamente baseada em shows originais. É assim que ele atrai assinantes não apenas para as operadoras de televisão por assinatura, mas também para sua própria plataforma online.

Ainda assim, o anúncio do Netflix pegou muita gente, e a plataforma merece crédito pela produção realizada. Os episódios existem de verdade, a trilha original é muito parecida com a criada para o show da HBO e, para completar, a série falsa ainda faz uma homenagem ao cineasta brasileiro Glauber Rocha. É justamente por isso que, ao contrário de muitas das piadas que correm por aí, essa não deixou ninguém ofendido, como mostram os comentários.

Fonte: Netflix (Facebook)